7/6/20
 
 
Portugal emite 5 mil milhões a sete anos com taxa de 0,726%

Portugal emite 5 mil milhões a sete anos com taxa de 0,726%

Jornal i 01/04/2020 20:35

O plano consiste também na “aceleração da execução do programa de emissões” de médio e longo prazos da instituição que gere a dívida pública nacional.

Portugal emitiu hoje 5.000 milhões de euros de dívida com a maturidade de sete anos a uma taxa de 0,726%, numa operação sindicada por seis bancos, divulgou a Agência de Gestão da Tesouraria e Dívida Pública (IGCP).

"Apesar de altos níveis de volatilidade nos mercados, a transação atraiu um recorde de ordens de compra para a República Portuguesa, com ordens acima de 30 mil milhões de euros, o maior valor de sempre para uma sindicação de OT [Obrigações do Tesouro]", pode ler-se no comunicado hoje enviado pelo IGCP.

De acordo com a entidade presidida por Cristina Casalinho, "a transação seguiu-se às linhas de atuação do segundo trimestre do IGCP, tornando público um aumento antecipado da necessidade de financiamento devido à resposta da República à covid-19".

O plano consiste também na “aceleração da execução do programa de emissões” de médio e longo prazos da instituição que gere a dívida pública nacional.

A emissão contou com a colaboração do Barclays, BBVA, Caixa BI (Banco de Investimento), Crédit Agricole, JP Morgan e Morgan Stanley, e tem maturidade em 15 de outubro de 2027.

Esta foi a segunda emissão sindicada do ano, já que em 08 de janeiro o IGCP colocou no mercado 4.000 milhões de euros de dívida a 10 anos, com uma taxa de 0,499%.

Na terça-feira, o IGCP anunciou que vai reforçar em 250 milhões de euros cada leilão de médio e longo prazos em 2020, acelerando a execução dos financiamentos.

"No decorrer do ano, o IGCP irá aumentar o montante de emissão de Obrigações do Tesouro, procedendo ao acréscimo de 250 milhões de euros por leilão, ao mesmo tempo que irá acelerar a execução do programa de financiamento de médio e longo prazo", pode ler-se num documento que ajusta o programa em resposta ao acréscimo de financiamento necessário para 2020, causado pela pandemia da covid-19.

O Governo ​​​​​​​aprovou em Conselho de Ministros o plano de emissão de dívida pública da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública previsto no Orçamento do Estado para 2020, que entrou nesta data em vigor.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×