2/4/20
 
 
Ex-presidente da Juventus critica Cristiano Ronaldo: "Foi para Portugal ver a mãe mas agora é só fotos na piscina"

Ex-presidente da Juventus critica Cristiano Ronaldo: "Foi para Portugal ver a mãe mas agora é só fotos na piscina"

Jornal i 25/03/2020 19:43

Ex-líder da Juve diz que atitude do internacional português levou a que outros jogadores também furassem a quarentena

Giovanni Cobolli Gigli, presidente da Juventus entre 2006 e 2009, teceu duras críticas ao clube de Turim por ter permitido que Cristiano Ronaldo viajasse para a Madeira no início da pandemia em Itália para dar assistência à mãe, que sofreu um AVC.

"A coisa na Juventus complicou-se quando Cristiano Ronaldo se foi embora. O Ronaldo disse que foi para Portugal por causa da mãe, mas agora só aparece a tirar fotos na piscina", criticou o antigo dirigente, que vai mais longe e diz mesmo que o comportamento do internacional português levou a que outros jogadores também furassem a quarentena.

"Quando se abriu essa exceção, a situação descambou e outros quiseram ir embora. Não devia ter sido assim. Deviam ter ficado todos de quarentena", explicou, em declarações à Rádio Punto Nuovo.

Já esta segunda-feira, a irmã do capitão da seleção portuguesa de futebol, Katia Aveiro, partilhou uma imagem do treino familiar feito na Madeira.

Recorde-se que o plantel da Juve foi obrigado a ficar de quarentena depois de ter ficado conhecido o caso do primeiro jogador infetado, Daniele Rugani. Depois de Rugani, mais dois jogadores testaram positivo: o francês Matiuidi e o argentino Dybala. 

Entretanto a imprensa italiana avançou que todos os jogadores do plantel às ordens de Maurizio Sarri foram submetidos ao teste para a covid-19 e para além destes três casos não havia mais nenhum jogador infetado.

 

 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×