6/4/20
 
 
Frederico Varandas notificado para regressar ao Exército durante estado de emergência

Frederico Varandas notificado para regressar ao Exército durante estado de emergência

Jornal i 23/03/2020 18:49

Segundo o Ministério da Defesa, “o capitão Frederico Varandas detinha licença especial para efeitos eleitorais”, que caducou com a entrada em vigor do estado de emergência.

O presidente do Sporting e médico Frederico Varandas anunciou, depois de decretado o estado de emergência, estar disponível para voltar a “servir” Portugal no combate ao novo coronavírus. Mas a verdade é que não tinha escolha. Varandas foi um dos militares na reserva notificados para voltar ao serviço para ajudar a dar resposta à pandemia do novo coronavírus em Portugal. A notícia foi avançada pela agência Lusa, depois da confirmação do Ministério da Defesa.

Segundo o ministério, “o capitão Frederico Varandas detinha licença especial para efeitos eleitorais”. Ora essa licença, que permite a um militar concorrer a eleições (no caso, para a presidência do Sporting), caducou "com a entrada em vigor do decreto do Presidente da República” de estado de emergência, obrigando Frederico Varandas a regressar “à sua anterior situação”. 

Para lá do presidente do Sporting, o Exército tem estado a notificar todos os militares que detinham licenças da mesma natureza para que se voltem a apresentar ao serviço. Juntar-se-ão àqueles que responderem ao apelo do  Estado-Maior-General das Forças Armadas do passado dia 19 para que militares na reserva e na reforma e ex-militares se voluntariem para engrossar os reforços das Forças Armadas ao Serviço Nacional de Saúde.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×