29/5/20
 
 
Professores portugueses agredidos e ameaçados em Timor devido à covid-19

Professores portugueses agredidos e ameaçados em Timor devido à covid-19

Jornal i 23/03/2020 16:26

Docentes estão a ser acusados de terem levado a covid-19 para aquele país.

Portugueses, que trabalham como professores em Timor-Leste, foram agredidos e ameaçados, depois de serem acusados de terem levado a covid-19 para o país.

De acordo com a notícia avançada pelo jornal Público, no último sábado, um timorense entrou na casa dos professores em Baucau e agrediu uma docente. Outra professora foi também alvo de uma tentativa de agressão numa viatura e foram atiradas pedras à habitação onde viviam. Desde a madrugada de domingo que os professores, um grupo de 12 pessoas, estão num hotel de Díli e esperam ser repatriados urgentemente, estando bastante apressensivos.

Segundo o Público, os portugueses deixaram Baucau com o conhecimento ao embaixador de Portugal na ilha e já pediram ao Ministério dos Negócios Estrangeiros português o repatriamento urgente.

De acordo com o mesmo jornal, nenhum dos professores ficou ferido. Estes professores fazem parte de um grupo de 140 docentes portugueses que dão aulas em Timor ao abrigo de um protocolo entre os governos de ambos os países.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×