18/5/21
 
 
Hollywood Icons. Também estes fotógrafos fizeram as estrelas

Hollywood Icons. Também estes fotógrafos fizeram as estrelas

Robert Coburn Cláudia Sobral 06/03/2020 18:39

Ao Centro Português de Fotografia, no Porto, chega hoje Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas. Exposição que traz a Portugal 161 retratos da autoria de mais de 50 fotógrafos pertencentes à coleção Kobal, construída pelo historiador de cinema John Kobal, para que não se perdesse a obra dos fotógrafos que, entre as décadas de 1920 e 1960 – a chamada era dourada de Hollywood – ajudaram, silenciosamente, nos bastidores dos estúdios, a fazer a imagem das suas grandes estrelas.

Não estavam por regra entre os mais aclamados nomes da fotografia os que, nos anos dourados de Hollywood, eram contratados pelos lucrativos estúdios de cinema para fotografar as suas produções. Mas nesses estúdios acabariam por se fazer – era afinal da sua autoria boa parte das fotografias em que, para lá dos filmes, se eternizaram as suas maiores estrelas. Ou veja-se Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas, exposição inaugurada hoje no Centro Português de Fotografia, no Porto, dedicada aos chamados “retratos clássicos” de Hollywood, a partir do espólio da Fundação Kobal, à qual o historiador de cinema John Kobal (1940-1991) doou a coleção que foi construindo ao longo da vida.

Ao Porto, chegam um conjunto de 161 fotografias de mais de cinco dezenas de autores, entre os quais George Hurrell, Clarence Sinclair Bull, Eugene Robert Richee, Robert Cobrun, William Walling Jr., John Engstead, Elmer Fryer, Laszlo Willinger, A L “Whitey” Schafer, Ted Allan e Ruth Harriet Louise, a primeira mulher a, num mundo inquestionavelmente dominado por homens, chegar à direção do departamento de fotografia de um estúdio – do Metro-Goldwyn-Mayer, que coordenou entre 1925 e 1930.

E é mesmo nos anos 20 ainda, no pós-I Guerra Mundial, que se inicia o período percorrido pelas imagens em exposição no Centro Português de Fotografia (numa parceria entre com a promotora Terra Esplêndida e a Fundação John Kobal) até 7 de junho deste ano. “Começando pelas lendas do cinema mudo, Charlie Chaplin e Mary Pickford, continuando com magníficos atores dos primórdios do sonoro, como Marlene Dietrich, Joan Crawford, Clark Gable e Cary Grant, e terminando com os gigantes do pós-guerra como Marlon Brando, Paul Newman, Marilyn Monroe, Sophia Loren e Marcello Mastroianni”, já na década de 1960. E não só atores e atrizes figuram entre essas estrelas: entre eles surgem também nesta exposição cineastas como Alfred Hitchcock (fotografado por Ernest Bachrach, em 1946, durante a produção de Difamação).

Também a John Kobal Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas dedica um espaço. Foi afinal o autor de mais de três dezenas de livros não só de cinema como de fotografia a, entendendo a importância destes registos feitos durante as produções dos grandes estúdios, dedicar-se à sua preservação, dando a esses fotógrafos o reconhecimento que lhe parecia merecido. Afinal, também eles foram importantes peças nas engrenagens da máquina de glamour que era Hollywood.

 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×