29/9/20
 
 
Manifestantes expulsos do Parlamento depois de exigirem liberdade de Rui Pinto

Manifestantes expulsos do Parlamento depois de exigirem liberdade de Rui Pinto

jornal i 05/03/2020 18:02

As autoridades foram obrigadas a intervir no protesto. 

Um grupo de manifestantes interrompeu, esta quinta-feira, os trabalhos parlamentares para pedir a libertação do hacker Rui Pinto, criador do Football Leaks. Durante um debate de projetos de lei sobre animais, o grupo levantou-se e começou a gritar “liberdade para Rui Pinto”.

Depois de interromper a sessão, a vice-presidente do Parlamento, Edite Estrela, pediu a intervenção de agentes da autoridade para terminar com o protesto e expulsar os manifestantes das galerias. 

Também esta quinta-feira, um manifesto assinado por várias personalidades ligadas ao mundo da política, desporto, cultura, jornalismo e educação, a exigir o fim da prisão preventiva do hacker, foi tornado público. 

Entre as assinaturas estão nomes como, a ex-eurodeputada, Ana Gomes, os ex-ministros José Vera Jardim e Miguel Poiares Maduro, a coordenadora do Bloco de Esquerda Catarina Martins, eurodeputados, o escritor José Eduardo Agualusa.

"O facto de Rui Pinto estar na origem de revelações de inequívoco interesse público que deram origem a investigações jornalísticas conduzidas por consórcios internacionais, como o Football Leaks e o Luanda Leaks, justifica amplamente que as autoridades portuguesas, tal como já o fizeram as autoridades de outros países, reconheçam a importância da informação por si trazida a público e procurem a colaboração de Rui Pinto, assim demonstrando que Portugal está verdadeiramente empenhado em combater a corrupção, o branqueamento de capitais e outros ilícitos criminais”, lê-se no abaixo-assinado, citado pela agência Lusa. 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×