24/9/20
 
 
Rúben Amorim. Ao nível dos grandes: Sporting dá as boas-vindas ao novo treinador

Rúben Amorim. Ao nível dos grandes: Sporting dá as boas-vindas ao novo treinador

Laura Ramires 05/03/2020 09:52

Embora não tenha completado duas épocas completas como treinador – e sem o nível exigido para exercer o cargo sem condicionalismos –, o ex-jogador tornou-se um dos nomes mais cobiçados no futebol português após campanha brilhante ao serviço do Braga

Rúben Amorim começa hoje o maior desafio da sua curta carreira como treinador. O jovem técnico é o novo homem do leme em Alvalade, rendendo Silas no comando técnico da equipa verde-e-branca. Um barco que não tem sido fácil de levar a bom porto, como está, de resto, à vista de todos. O antigo internacional português chega ao Sporting depois de uma campanha vistosa ao serviço do Braga. Foram 13 jogos no comando técnico dos minhotos e um título conquistado – a Taça da Liga ante o FC Porto. Nesta rápida passagem pela Pedreira, o ex-jogador conta ainda com outro registo histórico no clube: as cinco vitórias alcançadas perante os três grandes do futebol português. Recorde-se que o Sp. Braga venceu Benfica (por 1-0, na Luz, em jogo do campeonato), Sporting (2-1 na meia-final da Taça da Liga e 1-0 no campeonato, ambas em casa) e FC Porto, também por duas vezes (2-1 no campeonato, no Dragão, e 1-0 na final da Taça da Liga, em Braga).

O percurso imaculado nas competições caseiras só foi manchado pelas duas derrotas ante o Rangers, de Glasgow, que ditou a queda dos arsenalistas nos 16 avos de final da Liga Europa. De notar, contudo, que também aqui a prestação bracarense deu que falar: o Sp. Braga perdeu por 3-2 na Escócia, mas chegou a estar a vencer por 2-0 em Glasgow. O adeus europeu foi mais tarde confirmado, na Pedreira, que assistiu apenas a um golo, que foi apontado pelos escoceses (4-2 no total da eliminatória).

Amorim, então treinador dos sub-23 da equipa minhota, foi promovido ao comando da formação principal para suceder a Ricardo Sá Pinto. Em vésperas de Natal do último ano, a escolha tornou-se polémica sobretudo pela falta da habilitações do novo técnico dos minhotos. Sem o nível IV, exigido para exercer o cargo de treinador principal sem condicionalismos, a Associação Nacional dos Treinadores de Futebol manifestou, na altura, “o seu repúdio” após o anúncio, considerando que este era mais um “triste episódio que mancha a classe dos dirigentes e desprestigia a imagem do futebol português”. No comunicado, a ANTF falava mesmo em “vergonha”.

Ainda antes de chegar ao universo minhoto, na época passada, Amorim teve uma curta passagem pelo Casa Pia (II Liga), tendo saído na sequência de um castigo imposto pelo Conselho de Disciplina federativo por alegada violação dos regulamentos (estava impedido, enquanto treinador estagiário, de dar indicações para o campo), pena depois revogada pelo Tribunal Arbitral do Desporto.

 

Sporting paga 10 milhões Indiferente às polémicas

Foi desta forma que Rúben Amorim sempre se apresentou quando confrontado com a falta de diploma, mostrando-se, aliás, confiante e focado apenas no trabalho. A filosofia incutida no plantel arsenalista não demorou a dar frutos e a chamar a atenção dos outros clubes, com o Sporting a adiantar-se agora numa eventual corrida pelo técnico.

O barco leonino voltou a embater num iceberg esta terça-feira, com a derrota em Famalicão, que fechou a jornada 23 da Liga portuguesa, mas, ainda antes, Silas já tinha feito saber da possibilidade de um eventual divórcio. A decisão do então técnico leonino foi tomada ainda na Turquia, quando o Sporting foi eliminado da Liga Europa, ante o Basaksehir, revelou entretanto o técnico, que colocou o lugar à disposição de Frederico Varandas. Silas despediu-se assim com nova derrota e na hora do adeus não evitou falar do seu sucessor: “Vem aí um grande treinador mas vai precisar de muita ajuda de todos”. “Além do resultado de hoje [terça-feira, derrota por 3-1 com o Famalicão], gostaria de pedir desculpa aos sportinguistas porque, honestamente, acho que o Sporting e a história do Sporting exigem muito mais do que isto e todos temos que assumir as nossas responsabilidades e estou aqui a assumir as minhas”, acrescentou.

Rúben Amorim torna-se oficialmente o quarto treinador do Sporting nesta época depois de Marcel Keizer, o interino Leonel Pontes e Jorge Silas. Apesar de não ter sequer duas épocas completas como treinador, aos 35 anos o antigo jogador de Benfica e Belenenses tornou-se um dos nomes mais cobiçados no futebol português. A provar isso mesmo está o facto de os leões terem aceitado pagar os 10 milhões de euros fixados na cláusula de rescisão do contrato que o técnico assinou com os arsenalistas, em finais de dezembro do ano passado.

Para se ter uma ideia, esta transferência está muito perto de atingir a contratação mais cara da história leonina, um recorde que continua a pertencer ao goleador holandês Bas Dost (então no Wolfsburgo), que no verão de 2016 custou quase 12 milhões de euros aos cofres de Alvalade.

 

O que falta até ao final da época?

O Sporting ocupa, atualmente, o quarto lugar da tabela classificativa, com 39 pontos, a quatro do... Braga, que fecha o pódio da Liga portuguesa. Com a época a caminhar para o final, Rúben Amorim tem 11 jogos pela frente, todos a contar para o campeonato – única prova em que compete o Sporting, que está, de resto, há várias semanas arredado da luta pelo título (tem menos 20 pontos que o atual líder, o FC Porto). Dar novo ânimo aos adeptos e a crença numa nova época mais competitiva parece ser para já a principal missão do novo treinador, que se estreia este domingo, em Alvalade, na receção ao Aves (jornada 24). Segue-se o jogo com o V. Guimarães (fora); Paços de Ferreira (casa), Tondela (casa); Belenenses SAD (fora); Gil Vicente (casa); Moreirense (fora); Santa Clara (casa); FC Porto (fora); V. Setúbal (casa), Benfica (fora).

Rúben Amorim despediu-se ontem de manhã dos jogadores do Sp. Braga, que já treinaram sob as ordens de Custódio. Tal como havia acontecido com Amorim, o presidente António Salvador voltou a apostar na promoção de um homem já conhecido do clube. O antigo jogador, de 36 anos, orientava a equipa de juvenis dos minhotos. O Braga recebe o Portimonense já na noite desta sexta-feira, na abertura da 24.ª jornada da I Liga.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×