25/11/20
 
 
Kobe Bryant. Milhares de pessoas no Staples Center no último adeus

Kobe Bryant. Milhares de pessoas no Staples Center no último adeus

Laura Ramires 25/02/2020 18:42

“Uma celebração da vida de Kobe e Gianna”. Lenda dos LA Lakers e filha homenageados num Staples Center em lágrimas. Figuras da NBA e nomes de outras áreas – da televisão à música – marcaram presença.

“Quando Kobe morreu, uma parte de mim também morreu. E, olhando para este ecrã gigante e para todos que estão aqui, sei que uma parte de vocês também morreu”. Entre lágrimas,  Michael Jordan, antiga lenda da NBA, discursou no último adeus a Bryant, numa homenagem realizada no Staples Center, que contou com mais de 20 mil pessoas, entre jogadores da NBA e adeptos do basquetebolista norte-americano, que desapareceu aos 41 anos de forma trágica, em janeiro passado, após um acidente de helicóptero em Los Angeles, que roubou também a vida de outras oito pessoas, entre elas a filha Gianna, de 13 anos.

Além de Jordan, também LeBron James (e toda a equipa dos LA Lakers), Bill Russell, Kareem Abdul-Jabbar, Phil Jackson, Pau Gasol, Magic Johnson, Jerry West, Elgin Baylor, Tim Duncan, Shaquille O’Neal, Dwyane Wade, Tony Parker, Gregg Popovich, Doc Rivers, Stephen Curry e James Harden marcaram presença nesta homenagem, que contou ainda com vários nomes conhecidos da área da música e da televisão. 

“Uma celebração da vida de Kobe e Gianna Bryant”  Vanessa Bryant, esposa de Kobe e mãe de Gianna, também esteve em Los Angeles, juntamente com as três filhas.

A data para a homenagem, 24 de fevereiro de 2020, intitulada “Uma celebração da vida de Kobe e Gianna”, foi escolhida pela mulher da antiga estrela do conjunto californiano e tem um significado especial. O número 24 relaciona-se com o número que Bryant, um dos melhores basquetebolistas de sempre, usou na camisola ao serviço dos Lakers, enquanto o número 2 era utilizado pela sua filha de 13 anos.

O discurso emotivo sobre o marido e a filha comoveu os milhares de presentes no Staples Center.

“Não poderei mais ver a minha filha a ir para a escola com a Natália [irmã]. Não lhe posso dizer o quão bonita estava no dia do meu casamento. Nunca mais a verei a entrar no corredor da casa ou a dançar com o pai. Provavelmente, GG [Gianna] iria tornar-se na melhor jogadora da WNBA e faria uma grande diferença no panorama do basquetebol feminino. Ela estava determinada em mudar a maneira como todos veem as mulheres no desporto”, disse Vanessa Bryant, antes de falar sobre Kobe.

“Ele era tudo para mim desde os 17 anos e meio. Fui a sua primeira namorada, o seu primeiro amor, a sua esposa, a sua melhor amiga, a sua confidente e sua protetora. Ele foi o marido fantástico. Realmente, vivemos uma história de amor incrível, amávamo-nos com todo o nosso ser. Éramos duas pessoas perfeitamente imperfeitas que formavam uma família linda com as nossas filhas doces e incríveis”, lembrou.

Conhecido como Black Mamba, Kobe Bryant chegou à NBA aos 17 anos e jogou durante duas décadas nos LA Lakers, tendo conquistado cinco títulos da NBA e duas medalhas de ouro olímpicos (Pequim2008 e Londres2012).

Ler Mais


Especiais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×