29/10/20
 
 
TAP com mais de 105 milhões em prejuízos

TAP com mais de 105 milhões em prejuízos

Bruno Gonçalves Jornal i 20/02/2020 11:45

Lucros da segunda metade do ano não foram suficientes para contas serem positivas. Ainda assim, prejuízos são ligeiramente menores do que em 2018.

O grupo da TAP, que inclui empresas participadas como a TAP Air Portugal; a TAPGER, a Portugália, a Aeropar Participações, a TAP Manutenção e Engenharia Brasil, S.A. e Groundforce Portugal, sofreu prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, ligeiramente abaixo dos 118 milhões, registados no ano anterior.

No primeiro semestre de 2019, o grupo, liderado por Antonoaldo Alves, tinha registado prejuízos de quase 120 milhões de euros, mas no último semestre obteve um lucro de 14,1 milhões de euros, abatendo nas perdas dos primeiros seis meses, perfazendo assim os 105,6 milhões de euros, com que fechou o ano.

Segundo o comunicado da companhia aérea, os melhores resultados da segunda metade de 2019 justificam-se “sobretudo pelo investimento realizado nos últimos 18 meses”.

A TAP sublinha ainda o aumento do número de passageiros que foi de 11%, enquanto no semestre anterior tinha sido de apenas 5%, consequentemente, a receita que daí advém também cresceu.

“O segundo semestre foi um período de forte crescimento e recuperação para a TAP, tendo sido sustentado sobretudo pelo investimento realizado nos últimos 18 meses”, diz a empresa em comunicado.

Recorde-se que o resultado negativo da TAP é divulgado pouco tempo após a suspensão de voos entre Lisboa e Caracas, pelo menos durante 90 dias, o que poderá ter um impacto negativo de milhões nas contas da companhia aérea portuguesa.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×