25/5/20
 
 
Eutanásia. Médicos com mais contacto com doentes terminais são mais desfavoráveis

Eutanásia. Médicos com mais contacto com doentes terminais são mais desfavoráveis

Jornal i 19/02/2020 11:38

Seis dos 1500 médicos inquiridos admitiram ter ajudado doentes a morrer.

O Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) levou a cabo um estudo de opinião sobre a eutanásia, que demonstrou que a maioria dos médicos concordam com a legalização da morte assistida, no entanto 32% estão contra.

O estudo, a que o Público teve acesso, revelou ainda seis dos 1500 médicos inquiridos admitiram ter ajudado doentes a morrer, dois deles através de suicídio assistido.

O coordenador do estudo - que incidiu mais no Norte do país - e oncologista Ferraz Gonçalves sublinha que, de acordo com as conclusões, os médicos que têm mais contacto com doentes terminais são os mais desfavoráveis à eutanásia.

No estudo, à pergunta se estão dispostos a ajudar doentes a morrer, um terço dos inquiridos disse que sim, mas 44% recusa fazê-lo.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×