5/4/20
 
 
Comunicações eletrónicas. Setor investiu mais de 5 mil milhões

Comunicações eletrónicas. Setor investiu mais de 5 mil milhões

Jornal i 18/02/2020 19:49

E representa 17.265 empregos diretos. Dados são referentes aos últimos cinco anos.

O setor das telecomunicações investiu, nos últimos cinco anos, mais de cinco mil milhões de euros. No total, representa 17.265 empregos diretos. Os dados são da Associação dos Operadores de Comunicações Eletrónicas (Apritel), que garante que a quantidade de serviços prestados e o consumo de dados aumentaram.

A Apritel explica que, em Portugal, o setor das comunicações é responsável ainda por 2,3% do Produto Interno Bruto (PIB).

“Nunca conjuntura adversa relacionada com enorme pressão sobre as receitas – que decresceram 20% nos últimos anos – o setor tem apresentado uma performance de excelência”, garante a Apritel.

Os dados são claros: a quantidade de serviços prestados cresceu, com um aumento de 22% desde 2009. Mas não só. Também o consumo de dados tanto em redes fixas como em redes móveis apresentou um crescimento.

E a associação garante que “Portugal tem uma posição ímpar em cobertura de redes de nova geração e redes móveis, ambas acima da média europeia”. E conta ainda com um dos mais altos níveis de penetração de serviços móveis na Europa.

“Neste contexto de diminuição contínua das receitas do setor e aumento do número de serviços vendidos, a ideia de que se assistiu a um aumento de preços ao longo destes anos é paradoxal. Se as quantidades vendidas aumentaram e os preços também, as receitas deveriam ter aumentado e não diminuído, como ocorreu na realidade”.

Segundo a Apritel, as comunicações eletrónicas contribui para a evolução da sociedade, nomeadamente no que diz respeito à saúde, educação, cultura e coesão territorial “e é a chave para o desenvolvimento económico do futuro entregando, com o seu investimento, valor efetivo ao país”.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×