26/2/20
 
 
Depois de acolher comício do Chega, Hard Club diz que esse "evento privado" é "motivo de repúdio e reprovação"

Depois de acolher comício do Chega, Hard Club diz que esse "evento privado" é "motivo de repúdio e reprovação"

Jornal i 30/01/2020 18:45

Depois do Hard Club, no Porto, ter recebido um comício do partído político Chega, o músico Filipe Sambado cancelou o seu concerto de apresentação do novo disco no dia 14 de fevereiro, acusando a instituição de compactuar com um partido "racista, xenófobo, homofóbico, transfóbico, misógino". A sala de concertos reagiu às acusações na tarde desta quinta-feira.

Um dia depois de Filipe Sambado ter cancelado o concerto que tinha marcado para o Hard Club, no Porto, em protesto contra a realização naquele espaço de um comício do Chega na última sexta-feira, o Hard Club reagiu à onda de contestação que entretanto se gerou, com um comunicado em que se "distancia solenemente de qualquer ideologia xenófoba, racista, misógina e qualquer uma que não seja a de inclusão e tolerância". 

"Queremos sublinhar que ninguém na equipa do Hard Club se revê em nenhuma posição de extrema direita e que o evento privado que aconteceu no passado dia 25, e todas as consequentes imagens que daí advieram, são para nós um motivo de repúdio e reprovação", lê-se na publicação feita ao final da tarde desta quinta-feira nas redes sociais. "O Hard Club é uma casa que pertence à cidade, que trabalha a inclusão dos mais diversos públicos, credos e cores, e que dispõe de um espaço que tem a missão de ser democrático e tolerante. Em nome da equipa do Hard Club reafirmamos a missão de lutar por um mundo mais justo e inclusivo".

Foi nesse comício que foram registadas as imagens de um dos apoiantes do partido de André Ventura a fazer a saudação nazi enquanto tocava o hino nacional. O tinha já pedido uma reação do Hard Club à onda de indignação que se gerou entretanto contra a direção do espaço cultural portuense, mas continua à espera de resposta.

A decisão de Filipe Sambado de cancelar o concerto foi comunicada pela sua agenciadora de concertos, a Maternidade, num comunicado em que se lia que o artista e a banda não se “podem mostrar coniventes com um espaço que se permite a compactuar com um encontro de ideologia de extrema-direita”.

O concerto cancelado de Filipe Sambado, que na semana passada lançou o seu mais recente disco, Revezo, irá ter lugar no mesmo dia, no Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural. Os interessados podem pedir o reembolso do bilhete na bilheteira do Hard Club, acrescenta a nota.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×