5/8/20
 
 
Espanha. O terrível pesadelo dos rapazes dos colchões

Espanha. O terrível pesadelo dos rapazes dos colchões

AFP Afonso de Melo 27/01/2020 10:59

O Atlético de Madrid está mergulhado numa profunda crise. Depois da eliminação da Taça do Rei aos pés do Cultural Leonês, empatou em casa com o último (0-0).

João Félix e os seus companheiros colchoneros estão decididamente metidos numa camisa de onze varas e sujeitos às mais duras críticas, vindas um pouco de todo o lado. Desgraçada a semana do Atlético de Madrid. Depois de ter sido eliminado da Taça do Rei pelo modesto Cultural Leonês, perdendo por 1-2, e mergulhando no mar de ironia normal para quem se vê derrotado por uma equipa do terceiro escalão, recebeu ontem o último classificado da Liga Espanhola e partiu teimosamente em busca de uma vitória que pudesse acalmar a ira dos adeptos. Debalde. O futebol praticado pela equipa de Diego Simeone voltou a ser medíocre e pouco criativo, algo que começa a acentuar-se de cada vez que defronta adversários que se fecham no seu meio-campo. Alguns movimentos de João Félix ainda trouxeram alguma luz ao Wanda Metropolitano, mas foram insuficientes para descerrar o 0-0, que se manteve até final. A imprensa madrilena tem atacado fortemente as exibições do jovem português, que sofre na pele o preço exorbitante que custou. Se precisava de tempo e de paciência, Félix parece agora estar a ser esmagado pelo peso da urgência.

Com este resultado, o Atlético de Madrid viu-se ultrapassado pelo Sevilha e caiu para quarto lugar. E quase atirou para nota de rodapé a derrota do Barcelona em Valência por 2-0 (autogolo de Jordi Alba, 48 m, e golo de Gómez aos 77). O clube catalão não parece sentir efeitos da troca de Valverde por Quique Setién no comando da equipa.

Alemanha e Inglaterra 

Na Bundesliga, a derrota do líder Leipzig em Frankfurt, face ao Eintracht, por 2-0 (golos de Touré aos 48 m e Kostic aos 90+4), permitiu ao Bayern de Munique aproximar-se do topo, estando neste momento apenas a um ponto do primeiro lugar e tornando-se ameaçador como sempre. Aliás, os bávaros reentraram em campo após a paragem de inverno com uma voracidade impressionante. Ontem voltaram a golear com facilidade e, desta vez, a vítima foi o Schalke: 5-0, com Lewandowski, 8 m, Müller, 45+2, Goretzka, 50, Tiago Alcântara, 58, e Gnabry, 89, a fazerem o gosto ao pé. O Bayer Leverkusen, adversário do FC Porto na Liga Europa, recebeu e venceu o Fortuna Düsseldorf (3-0).

Em Inglaterra, o fim de semana foi de taça e os grandes favoritos não foram obrigados a horas extra. O Manchester City bateu o Fulham por 4-0 (com Bernardo Silva a fazer um golo aos 19 m) e o seu conterrâneo United foi passear-se ao terreno do Tranmere Rovers, que mais parecia um campo de batatas, vencendo por 0-6. Já o Liverpool, líder isoladíssimo da Premier League, foi a Shrewsbury sofrer. Chegou aos 2-0, consentiu o empate, e os moços da III Divisão conseguiram algo que só um da primeira fez até agora. O Tottenham de José Mourinho empatou em Southampton (1-1) e jogará o desempate em casa.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×