20/6/21
 
 
Lorenzo. Ilha do Corvo abastecida com mais de uma centena de mercadorias

Lorenzo. Ilha do Corvo abastecida com mais de uma centena de mercadorias

DR Francisco Paulo Carvalho 26/01/2020 18:30

Ilha ainda sofre com a passagem do furacão Lorenzo em outubro

A passagem do furacão Lorenzo em outubro trouxe consigo graves prejuízos às ilhas das Flores e do Corvo, que procuram agora voltar à normalidade e receberam este domingo mais de uma centena de toneladas de mercadorias.

Segundo uma nota do gabinete de imprensa do Governo dos Açores, “depois de vários dias de espera”, devido ao mau estado do mar, o navio Lusitânia chegou ontem ao Porto da Casa, na ilha do Corvo, trazendo consigo “mais de 130 toneladas de mercadoria diversa”, entre os quais bens alimentares, gás, material de construção e de apoio à atividade económica.

Este mesmo navio irá agora realizar uma viagem entre o Corvo e as Flores, transportando, “sobretudo, gado, o que permite escoar alguns dos animais vivos que se encontram na ilha, contribuindo para o regresso gradual à normalidade possível das relações comerciais entre as duas ilhas”.

Para além do Lusitânia, o navio Malena cumpriu já “mais uma viagem” à ilha das Flores, levando consigo “mais de 530 toneladas de carga” em contentores.  Esta viagem do Malena garante assim “um abastecimento alargado da estrutura empresarial da ilha, passando por viaturas, material de construção, bens de consumo diverso e bens alimentares”.

A mesma nota de imprensa explica que o navio Malena transportou consigo vários contentores vazios, com o objetivo de permitir o escoamento de animais vivos, um dos seus principais meios de subsistência, da ilha das Flores durante as próximas viagens.

Recorde-se que a passagem do furacão Lorenzo no início de outubro de 2019 causou avultados prejuízos nestas duas ilhas do Grupo Ocidental do arquipélago dos Açores. No caso da ilha das Flores, esta viu o porto das Lajes ser totalmente destruído, que era a sua principal fonte de abastecimento, servindo estes navios para colmatar essa perda. No total, os prejuízos causados em todo o arquipélago ascenderam aos 330 milhões de euros, dos quais 190 foram do porto das Lajes das Flores.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×