28/5/20
 
 
Combustíveis. Saiba como contornar o sobe-e-desce dos preços

Combustíveis. Saiba como contornar o sobe-e-desce dos preços

Dreamstime Sónia Peres Pinto 13/01/2020 22:55

Recorrer aos postos low-cost, optar por combustíveis simples e usar e abusar de cartões de desconto são alguns dos truques utilizados para reduzir a fatura na hora de abastecer o seu veículo.

Todas as semanas, os preços dos combustíveis sofrem alterações. Se há alturas em que descem, para alívio dos consumidores, há outras em que registam um agravamento de preços. O mercado não fica alheio a esta oscilação de valores e, esta semana, prepare-se para uma outra variação, já que se está a integrar nos preços, apesar de o Governo não ter ainda publicado as portarias que os atualizam, a taxa de carbono e o aumento da incorporação de biocombustíveis. Na semana passada, o gasóleo simples foi vendido em Portugal a um preço médio de 1,464 euros por litro, o que representa um agravamento de 7 cêntimos face ao preço médio da última semana de 2019 (1,394 euros).

No caso da gasolina simples, o preço passou de 1,498 euros no final de 2019 para 1,563 euros a 6 de janeiro (agravamento de 6,4 cêntimos).

Para fazer face ao sobe-e-desce dos preços dos combustíveis, os consumidores portugueses multiplicam-se em ações para conseguirem reduzir o preço a pagar na fatura final. As fórmulas são simples e passam por recorrer a vales de descontos e aos combustíveis simples, e por abastecer em bombas low-cost. Vale tudo desde que a missão seja gastar menos.

A verdade é que, em 2015, o Governo deu um empurrão para ajudar a reduzir a fatura do combustível. Desde essa altura passou a ser obrigatório todos os postos de abastecimento venderem combustíveis simples.

Em teoria, os combustíveis simples são mais económicos do que os normalmente comercializados nos postos de abastecimento, mas a diferença de preço será mínima. Ainda assim, a Apetro tem afirmado que não é possível às petrolíferas praticarem os preços das grandes superfícies “alterando apenas um dos fatores de redução dos preços”, já que a carga fiscal praticada em Portugal tem um peso muito grande no valor final a cobrar ao cliente. Quanto à sua qualidade, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) garante que “não há nada a temer em relação à qualidade dos combustíveis simples”.

Fidelização Apostar em combustível de marca ainda continua a ser a estratégia seguida pelos portugueses. E a razão apontada para esta escolha é simples: mais quilómetros por depósito, ter descontos e a limpeza do motor são os aspetos considerados mais importantes na escolha de um combustível com aditivos.

A verdade é que as quatro grandes petrolíferas, Galp, Repsol, BP e Cepsa, continuam atentas ao fator que mais pesa na decisão dos consumidores. E se sempre apostaram em cartões de fidelização com pontos que podiam trocar-se pelos mais variados produtos, as petrolíferas tiveram de encontrar promoções alternativas que respondessem à principal aspiração dos clientes: descontos na hora e no preço final. Daí a sua aposta em cartões de desconto.

Outra aposta das marcas é o desconto por dia ou ao fim de semana, a iniciativa que mais impacto tem no aumento das vendas e que até consegue trazer de volta alguns daqueles antigos clientes que foram seduzidos pelos supermercados.

Mas a verdade é que os dados não são animadores. O último relatório de Bruxelas mostra que, depois de impostos, o preço médio da gasolina 95 praticado em Portugal é o quinto mais caro em toda a UE.

Já o gasóleo ocupa a 10.a posição entre os países do espaço comunitário. Os mesmos dados mostram que a fiscalidade é o fator que mais pesa nos preços dos combustíveis em Portugal.

No entanto, a evolução dos custos depende de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Cabaz de descontos:

 

BP

Cartões/promoções próprios

• Cartão de fidelização BP Premier Plus

• Cartão de Crédito BP Powerplus

• Campanhas de desconto e pontos que permitem trocar por produtos

 

Parcerias

• Pingo Doce (cartão Poupa Mais)

• Sócios do Automóvel Clube de Portugal; Aquashow; 5àSec; ANTRAL; Inatel, entre outros

 

Novidades

• Os clientes da EDP Comercial que tenham cartão Poupa Mais e abasteçam nos postos BP vão pagar menos pela eletricidade e pelo gás

 

Galp

Cartões/promoções próprios

• Cartão de fidelização Galp+

• Galp frota (profissionais)

 

Parcerias

• Promoção com o Continente

• Cartão Universo

 

Cepsa

Cartões/promoções próprios

• Cartão de fidelização Cepsa Eu Volto

• Cartão de crédito Cepsa Porque Eu Volto

• Cartão Cepsa Star para profissionais

• Campanhas de desconto e pontos que permitem trocar por produtos

 

Repsol

Cartões e promoções próprias

• Cartão solidário

• Cartão para profissionais Solrede

• Campanhas de desconto e pontos que permitem trocar por produtos

 

Parcerias

• Sócios do Benfica, Porto, Braga e Belenenses

• Clientes da Direct e Ageas Seguros

• Associados do Montepio

• El Corte Inglés, Fnac, Santander

 

Outros truques para poupar:

 

Comparar preços

• Esteja atento às ofertas disponíveis. O preço de hoje poderá não ser o de amanhã e talvez o posto ao lado pratique valores diferentes. Existem sites que permitem fazer a comparação

 

Ateste o depósito

• Poupa não só tempo como dinheiro. Com as deslocações extra, vai acabar por gastar mais dinheiro. De preferência abasteça nos períodos mais frescos do dia porque a gasolina está mais densa, logo compra mais por menos

 

Conduza devagar

• Conduzir a altas velocidades significa gastar mais combustível. Se o veículo tiver cruise control use-o em autoestrada, porque a condução automática é mais económica

 

Tenha a manutenção em dia

• O veículo com a manutenção em dia terá uma performance mais eficaz com consumos menores. Além disso, não se esqueça de verificar a pressão dos pneus, o óleo, os filtros de ar, o alinhamento da direção, etc.

 

Estacione à sombra

• Prefira locais com sombra. Estacionar ao sol favorece a evaporação do combustível

 

Estude as rotas

• Utilize o computador de bordo (ou o método tradicional de anotar os quilómetros depois de atestar o depósito) para medir consumos e escolher os percursos mais económicos. No entanto, evite estradas não alcatroadas ou de difícil acesso, pois vias em mau estado podem aumentar o consumo de combustível até 30%

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×