29/2/20
 
 
Filipinas. Quase meio milhão de pessoas foge da fúria do vulcão Taal

Filipinas. Quase meio milhão de pessoas foge da fúria do vulcão Taal

Ted Aljibe / AFP João Campos Rodrigues 13/01/2020 19:16

Teme-se que o vulcão esteja prestes a explodir, no meio de um lago popular entre os turistas e fundamental para a pescadores e agricultores.

 

As autoridades filipinas pediram a quase meio milhão de pessoas que fujam das suas casas, na ilha de Luzon, onde fica Manila. Temem que o vulcâo Taal, a cerca de 60 quilómetros da capital, entre em erupção de forma explosiva. Ou seja, com violenta libertação de lava, rocha, vapores tóxicos e cinzas, em vez de uma erupção efusiva, com libertação lenta de lava. As imagens mostram uma monstruosa coluna de fumo sobre o vulcão, até aos mil metros de altitude: chegou a criar relâmpagos, devido às particulas eletricamente carregas lançadas na atmosfera.

“Temos um problema, o nosso povo está a entrar em pânico devido ao vulcão porque querem salvar o seu ganha-pão, os seus porcos e manadas de vacas”, contou à rádio DZMM Wilson Maralit, presidente da Câmara de Balete, nas imediações do Taal. “Estamos a tentar impedi-los de regressar e avisar que o vulcão pode atingi-los”, assegurou. Outros residentes têm dificuldade em escapar, devido à falta de transportes ou visibilidade, com a queda de cinzas.  

Entretanto, o Taal começou a derramar lava, que poderá devastar as localidades nos arredores. Mas não é esse o maior perigo, salientou à CNN Joseph Michalski, diretor divisão de Ciência Planetária e da Terra da Universidade de Hong Kong. “São as cinzas que te matam, não é a lava”, afirmou.

As cinzas vulcânias contêm microscópicos fragmentos de vidro, que podem ser levados até mais de 100 quilómetros de distância - mais de 25 milhões de pessoas vivem a essa distância do Taal. “Não queres algo assim nos teus pulmões. Podem ficar alojados lá e deixar-te muito doente”, notou Michalski. E ainda há o risco das mortíferas enxurradas vulcânica, em conjunto com vapores tóxicos. Os especialistas recomendam que população fique em casa, bem como a utilização de máscaras caso saíam à rua. “Corri para ir comprar uma máscara a uma drogaria mas tinham acabado”, contou um residente à Reuters.

A projeção de cinzas já obrigou as autoridades a cancelar mais de 500 voos a partir do aeroporto de Manila, levando também ao encerramento de escolas e edifícios públicos, enquanto muitas lojas e serviços em Manila fecharam também. As imagens mostram uma espessa camada de lama preta - cinza misturada com chuva - a cobrir a cidade, arriscando causar o colapso de infraestruturas mais frágeis, caso se acumule demasiado nos telhados. 

 

Pequeno mas perigoso Apesar do Taal estar entre os mais pequenos vulcões do mundo, é considerado o mais perigoso, devido à grande densidade populacional à sua volta - 1335 pessoas morreram numa erupção em 1911 e 190 em 1965. O Taal fica no meio de um lago com o mesmo nome, do qual muitos dependendem para a pesca e agricultura, além muito popular entre turistas. Muitos residentes de Manila, quando têm tempo livre, costumam dar passeios no lago ou subir as encostas do vulcão, que tem vários parques de diversões e resorts à volta. Teme-se que a erupção do Taal cause um tsunami vulcânico, devastando tudo à sua volta.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×