10/4/20
 
 
Jorge Jesus condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique

Jorge Jesus condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique

Jornal i 30/12/2019 17:59

"Uma das tradições desta casa é a condecoração de treinadores de futebol que se destacam pelo seu trabalho. A segunda tradição é os condecorados receberem as insignias pelo mérito conquistado e que elevam o nome de Portugal", disse o Presidente da República.

O treinador de futebol Jorge Jesus foi esta tarde condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República, pelos resultados alcançados, tanto no Brasil, ao serviço do Flamengo, como em Portugal.

 "Uma das tradições desta casa é a condecoração de treinadores de futebol que se destacam pelo seu trabalho. A segunda tradição é os condecorados receberem as insignias pelo mérito conquistado e que elevam o nome de Portugal", disse o  Presidente da República.

"No caso Jorge Jesus, para além da carreira conhecida, interna e externa, temos a condução à vitória de um clube de uma competição Continental, de prestígio mundial e, como consequência, disso a presença na final do Mundial de Clubes", sublinhou ainda o chefe de Estado. 

"Jorge Jesus contribuiu e contribui para projetar o prestígio de Portugal, no mundo do desporto, mas em geral em termos sociais e isto num país que nos é muito querido. O que dá uma densidade enorme, porque sabemos bem que há uma grande quantidade de portugueses a viver no Brasil e que é o país onde é mais falada a nossa língua e isto tem de ser relevado. Esta é uma condecoração pensada para a projeção de Portugal no Mundo, tal como fez o Infante D. Henrique", concluiu.

Já Jorge Jesus destacou o "orgulho" com que recebe a condecoração. "É com orgulho que recebo esta condecoração. Sei o significado dela, sei bem quem é o Infante D. Henrique, porque todos os dias no Brasil tinha de atravessar a Avenida Infante D. Henrique. São dois países ligados pela história e culturalmente", afirmou o técnico.

"Esta ligação histórica entre Portugal e o Brasil, daqui a cinquenta anos, já não estarei cá [risos], vão lembrar-se lá que foi um português que conquistou a Libertadores e o Brasileirão", lembrou o atual treinador do Flamengo.

No Palácio de Belém, onde a  cerimónia teve lugar, marcaram presença Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Frederico Varandas, presidente do Sporting, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, António Salvador, presidente do Sp. Braga e Pedro Proença, presidente da Liga Portugal. JJ disse ainda ter convidado o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, mas o dirigente "não conseguiu estar presente".

A decisão de Marcelo Rebelo de Sousa, de condecorar o antigo treinador do Benfica e do Sporting foi divulgada no dia 21, logo após terminar a final do campeonato de mundo de clubes, em que o Flamengo perdeu com o Liverpool por 1-0 no prolongamento.

 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×