22/2/20
 
 
Inglaterra. Os lobos uivaram (e de que maneira) mas Liverpool segue imparável

Inglaterra. Os lobos uivaram (e de que maneira) mas Liverpool segue imparável

AFP Laura Ramires 29/12/2019 21:47

Jornada 20 da Liga inglesa fecha com Liverpool cada vez mais isolado no topo da tabela. A notar há ainda a reviravolta no Emirates, com Chelsea a vencer com dois golos apontados em cinco minutos. Já o Tottenham, de Mou, escorregou no reduto do último classificado... 

Não há quem consiga parar a turma de Jurgen Klopp. Hoje foi mais uma prova disso mesmo, embora, diga-se, que o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, bem tentou dificultar a vida do Liverpool, atual campeão europeu e mundial. Porém, em Anfield, na tarde deste domingo, os reds acabariam por levar a melhor (ainda que pela margem mínima), continuando desta forma a aumentar a vantagem para o topo da tabela. Sadio Mané fez o único golo do encontro, aos 43 minutos, tento que só foi validado depois do recurso ao sistema de vídeo-árbitro (VAR). Foi ainda no último suspiro da primeira metade que surgiu o golo de Pedro Neto, aquele que daria o 1-1 ao marcador, mas a celebração efusiva do jogador português seria interrompida após o lance ser consultado pelo VAR – que, desta feita, anulou o lance por fora de jogo. Com este resultado, a equipa mais portuguesa de Inglaterra segue no 7.º lugar, com os mesmos 30 pontos que o Tottenham, de José Mourinho (6.º), que escorregou, no sábado, após empatar a duas bolas no terreno do Norwich, último classificado na tabela.

Por sua vez Klopp e companhia seguem imparáveis: somam agora 55 pontos, mais 25 do que wolves e spurs, numa altura em que ainda têm menos um jogo. São agora 18 vitórias e apenas um empate em 19 rondas cumpridas na prova. Recorde-se que o conjunto de Klopp tem um jogo a menos uma vez que teve que deslocar-se até ao Qatar para disputar o Mundial de Clubes.

Reviravolta no Emirates Já o Emirates assistiu, também durante o dia de ontem, a uma reviravolta nos últimos instantes da partida entre Arsenal e Chelsea. Depois de os gunners terem inaugurado o marcador no primeiro quarto de hora, por intermédio de Pierre-Emerick Aubameyang (13’), os blues chegaram ao empate nos últimos minutos do tempo regulamentar. Jorginho, aos 83’, devolveu a igualdade ao marcador e, menos de cinco minutos depois, Tammy Abraham selou o resultado final em 2-1 (87’).

Com este triunfo, o conjunto de Frank Lampard mantém o quarto lugar na tabela, agora com 33 pontos; enquanto o Arsenal continua a ver a vida complicar-se cada vez mais. Os gunners seguem atirados no 12.º posto, com 24 pontos, a 31 (!!!) do líder.

Ainda durante a tarde de ontem, o Manchester City regressou às vitórias na competição ao receber e vencer oSheffield por 2-0. Depois de no tradicional Boxing Day ter sido derrotado pelos wolves, a equipa de Pep Guardiola venceu com golos de Aguero e Kevin De Bruyne, ambos apontados na segunda parte do encontro (52 e 82 minutos). Os citizens dos internacionais portugueses Bernardo Silva e João Cancelo consolidam assim o terceiro lugar da tabela, com 41 pontos, a um do 2.º classificado, o Leicester City, e a 14 do primeiro lugar.

Ano Novo, Nova Jornada A jornada 21 da Premier League abre portas no primeiro dia de 2020. Aliás, todos os jogos estão agendados para o primeiro de janeiro, com exceção do Liverpool-Sheffield, marcado para dia 2. Depois do empate com o Norwich, o Tottenham desloca-se ao reduto do Southampton; enquanto o Wolverhampton mede forças, fora, com o Watford. Ainda assim o principal jogo de cartaz acontece entre Arsenal e Manchester United. Os gunners estão há muito proibidos de perder, mas não são os únicos. Os red devils fecham atualmente o top5 do campeonato, com 31 pontos, pelo que uma derrota no Emirates pode custar caro, com queda abrupta na classificação.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×