1/4/20
 
 
Sindicato dos Enfermeiros reage a mensagem de Natal de António Costa

Sindicato dos Enfermeiros reage a mensagem de Natal de António Costa

Dreamstime Jornal i 26/12/2019 17:03

Segundo o sindicato, o Governo de António Costa não abriu “um único concurso para aumentar” o número de enfermeiros “nos cuidados de saúde primários”. 

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) reagiu, esta quinta-feira, à mensagem de Natal deixada pelo primeiro-ministro este ano. Apesar de considerar que a mensagem “centrada no Serviço Nacional de Saúde” (SNS) é positiva, o sindicato afirmou, em comunicado, que o Governo Socialista e António Costa têm permitido que os enfermeiros “continuem a ter o salário inicial da carreira” ao fim de 18 anos de trabalho.

Segundo o sindicato, durante a última legislatura não foi aberto “um único concurso para aumentar” o número de enfermeiros “nos cuidados de saúde primários”. A nota acrescenta ainda que “milhares de enfermeiros especialistas continuam impedidos de transitar para a respetiva categoria.

A nota trata ainda da insuficiência de incentivos para os enfermeiros que prestam cuidados de saúde ao domicílio – no âmbito das Unidades de Cuidados na Comunidade – e de o Governo “privilegiar” as unidades de Saúde Familiar. O SEP sublinhou ainda que não haverá um SNS fortalecido que responda às necessidades dos utentes se não houver “participação ativa dos seus profissionais”.

A mensagem deixada por António Costa na noite de quarta-feira destaca a saúde, colocando-a em primeiro no que diz respeito a prioridades.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×