1/4/20
 
 
AirHelp antecipa problemas nos aeroportos portugueses para a época do Natal

AirHelp antecipa problemas nos aeroportos portugueses para a época do Natal

João Girão Jornal i 19/12/2019 12:59

Estudo aponta para aumentos de problemas entre 2017 e 2018: 6300 pessoas afetadas no ano passado. TAP é a companhia a criar mais constrangimentos.

A AirHelp divulgou as conclusões de um estudo que tem como objetivo avaliar e antecipar os constrangimentos que se avizinham até ao final do ano nos aeroportos portugueses. De acordo com a organização de defesa dos direitos dos passageiros aéreos, as dificuldades na época das festas natalícias, uma das mais agitadas do ano, têm aumentado tendencialmente, tal como se verificou no período entre 2017 e 2018.

No intervalo em análise – entre 19 e 30 de dezembro –, os dados revelam que o número de passageiros afetados por cancelamentos de voos foi de 2400, em 2017, e 6300, em 2018, o que representa um aumento de 163% no espaço de apenas um ano. Carolina Becker, especialista da AirHelp, comenta que “cerca de 6300 passageiros em Portugal foram afetados por cancelamentos de voos durante o período de Natal de 2018 e, infelizmente, é bastante provável que milhares de viajantes voltem a enfrentar os mesmos problemas este ano”.

“Um voo cancelado é sempre um grande incómodo e pode arruinar toda a viagem, especialmente se os passageiros forem informados com pouca antecedência e não tiverem tempo para repensar a viagem”, refere, acrescentando, porém, que os viajantes estão protegidos em caso de cancelamentos se forem informados “menos de 14 dias antes da partida originalmente programada”. “Poderão ter direito a uma compensação de até 600 euros por pessoa”, afirma. Esta tendência tem também influenciado o crescimento do número de passageiros com direito a compensações das companhias aéreas. Segundo a AirHelp, o número de pessoas com direito a indemnizações subiu de 4700 para 7800, entre 2017 e 2018.

As rotas de Natal mais problemáticas em 2018, com maior número de passageiros afetados por cancelamentos de voos, foram as ligações entre Porto e Lisboa, com cerca 720 pessoas afetadas, Lisboa e Londres, com mais de 560, Lisboa e Porto, com cerca de 540, e Madeira e Lisboa, com mais de 540. Relativamente às companhias aéreas, a AirHelp conclui que a TAP apresenta o maior número de passageiros com voos cancelados: mais de 3400 viajantes não conseguiram embarcar conforme previsto. Seguem-se a EasyJet, com cerca de 1000 pessoas afetadas, e a British Airways, com mais de 340.

Segundo os dados recolhidos pela AirHelp no Natal de 2018, sexta e quinta-feira foram os piores dias para viajar, com cerca de 2600 e 2000 passageiros afetados por cancelamentos, respetivamente. Por outro lado, segunda e terça-feira foram os dias menos problemáticos, com cerca de 70 e 0 viajantes afetados, respetivamente. O pior horário para viajar foi o princípio da tarde (entre as 12h00 e as 15h59), com mais de 2200 pessoas a verem o seu voo cancelado. O horário entre as 22h00 e as 05h59 é o menos arriscado, com apenas cerca de 150 viajantes afetados.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×