6/4/20
 
 
Jogador que sobreviveu a tragédia com avião da Chapecoense termina carreira

Jogador que sobreviveu a tragédia com avião da Chapecoense termina carreira

Jornal i 13/12/2019 19:16

Recorde-se que a tragédia ocorreu a 28 de novembro de 2016. Morreram 71 pessoas.

Neto, jogador que sobreviveu à tragédia que matou vários futebolista da Chapecoense, num acidente de avião em 2016, anunciou, esta sexta-feira, que decidiu terminar a sua carreira.

O jogador, de 24 anos, tinha voltado aos relvados em março, depois de dois anos de recuperação. Agora, admite que as dores que sente são maiores do que o prazer em jogar.

"Já estava alinhado com os médicos e com o clube. Queria ter tido uma despedida, fazer um jogo, mas optei por não o fazer. Fui convidado a entrar no último minuto contra o CSA, mas optei por não o fazer. Claro que tenho carinho pelos adeptos, seria uma prenda, mas a vida é um presente”, começou por explicar, em declarações ao GloboEsporte.

“Meu corpo não aguentava mais. As dores eram maiores que o prazer. Conversei com os médicos e logo vai ter um comunicado oficial do clube. Aparentemente, no dia-a-dia não tinha dores, mas nos treinos em alto nível o corpo não aguentava as dores no joelho e na coluna, que foram o que mais me entristeceram no final e me tiraram do campo “, rematou.

Recorde-se que a tragédia ocorreu a 28 de novembro de 2016, quando a equipa brasileira viajava para Medellín, na Colômbia, onde iria defrontar o Atlético Nacional na final da Taça Sul-Americana.

O voo 2933 da companhia privada LaMia despenhou-se já perto do aeroporto, alegadamente devido à falta de combustível. Morreram 71 pessoas, entre eles 19 jogadores da Chapecoense.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×