19/1/20
 
 
Altice vende fibra ótica por 1,5 mil milhões de euros

Altice vende fibra ótica por 1,5 mil milhões de euros

Miguel Silva jornal i 13/12/2019 17:07

A Altice vendeu 49,99% da rede de fibra ótica à Morgan Stanley. Acordo pode chegar aos 2,3 mil milhões de euros.

A Altice anunciou a venda de quase metade da rede à Morgan Stanley, num negócio que deverá ficar fechado por, pelo menos, 1,5 mil milhões de euros, já no primeiro trimestre do próximo ano. O acordo poderá atingir valores ainda superiores, ultrapassando os 2,3 mil milhões de euros, caso a nova empresa realize um bom desempenho financeiro. A verificar-se este cenário, a Altice conseguiria encaixar mais 375 mihões de euros em dezembro de 2021 e o mesmo valor em dezembro de 2026.

Patrick Drahi, fundador da Altice, citado em comunicado da empresa, afirma estar “muito satisfeito pelo facto de a nossa parceria com a Morgan Stanley Infrastructure Partners — iniciada no contexto da nossa transação das torres portuguesas em 2018 [a Altice vendeu, em 2018, torres de comunicação em França e Portugal por 2,5 mil milhões de euros] –, agora continuar com um projeto de fibra transformacional”.

“Esta transação fantástica com os nossos parceiros de longa data vai acelerar a desalavancagem do grupo» e “abrir caminho para operações de refinanciamento significativas em 2020, o que permitirá acelerar o programa de redução de juros da divida”, diz.

Com a assinatura do acordo, nasce a Altice Portugal FTTH, que vai vender serviços aos operadores de telecomunicações em Portugal “com as mesmas condições financieras”, refere a nota, enquanto a Meo “venderá serviços técnicos à Altice Portugal FTTH para a construção, conexão e manutenção da rede de fibra”.

Segundo dados da Altice, existem atualmente mais de quatro milhões de casas portuguesas que possuem fibra ótica da Meo. O negócio permite avaliar a empresa em 4,63 mil milhões de euros.

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×