20/9/20
 
 
Centeno deveria ser 'demitido', defende Ferreira Leite

Centeno deveria ser 'demitido', defende Ferreira Leite

Jornal i 10/12/2019 15:13

Orçamento do Estado é um documento "de faz de conta" que tem sido “feito apenas para português ver”, afirmou a ex-governante social-democrata.

A antiga ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite afirmou, esta terça-feira, que o Governo deveria ‘demitir’ o responsável pelas contas do Estado.

"O nosso ministro Centeno deveria ter uma reunião à volta dele para o despedir, porque seguramente não vai conseguir manter-se muito tempo enquanto ministro das Finanças", disse a ex-governante ​​​​​​​social-democrata, durante um debate organizado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, em Lisboa, sobre o Orçamento do Estado (OE) para 2020.

A declaração da antiga ministra surgiu na sequência de um dos participantes do debate se ter referido à avaliação dos titulares das Finanças na Alemanha.

Ferreira Leite criticou assim a postura de Centeno e o seu trabalho nos últimos orçamentos, que considera, terem sido marcado pela "imprevisibilidade". Ferreira Leite foi mais longe e chamou ao OE um documento "de faz de conta".

"É um orçamento que tem sido muito de faz de conta e ao ter muito de faz de conta não o levo muito a sério. E isso é o pior do ponto de vista da atividade económica. Para os investidores e para os agentes económicos é fatal que não se acredite no orçamento, porque uma parte importantíssima não é executada", disse Ferreira Leite.

A social-democrata esclareceu que não falava de "diferenças normais" que surgem entre o orçamento e a sua execução, mas sim das "chamadas cativações".

"Tem sido feito apenas para português ver, e executado para a Europa ver", acrescentou.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×