18/1/20
 
 

A renovação de Bruno Lage

A RENOVAÇÃO ANTECIPADA do contrato é, pois, uma medida que só interessa ao treinador. Por tudo isto, não percebo a razão que levaria o Benfica a querer renovar com Bruno Lage até 2024. Feitas as contas, são cinco anos. 

AINDA NÃO PERCEBI em que ponto está a história da renovação de Bruno Lage. Certo é que em Fevereiro tinha renovado por mais dois anos, penso. Mas, nas últimas semanas, a questão voltou a pôr-se com grande intensidade. Foi dado como certo que ia renovar outra vez, depois já não ia renovar, mas sim ter um aumento de ordenado, finalmente saíram notícias segundo as quais já tinha renovado até 2024 - mas não houve confirmação.

A renovação dos contratos é um assunto bastante opaco. 

Percebe-se que um clube queira renovar com um jogador muito pretendido por outros clubes para o fixar ou para lhe subir a cláusula de rescisão, de modo a valorizar mais uma futura transferência. Com um treinador, porém, isso já faz menos sentido. E com um treinador como Bruno Lage não faz sentido nenhum.

PORQUÊ? Porque Bruno Lage não tem nenhum clube interessado nele. Ele é que estará interessado em ficar o mais tempo possível no Benfica. E se, a nível nacional, Bruno Lage não é pretendido por ninguém, a nível internacional ainda o é menos. De facto, com os maus resultados na Liga dos Campeões, ninguém conhece Bruno Lage na Europa. 

Que interesse tem, portanto, o Benfica em renovar com ele? Não será muito mais sensato deixar aproximar-se o fim do contrato para fazer um balanço dos resultados e depois tomar uma decisão? 

A RENOVAÇÃO ANTECIPADA dos contratos com os treinadores tem sido, aliás, uma das razões de ruína dos clubes. Há treinadores que enriquecem mercê não dos bons resultados que fazem ou das provas que ganham, mas dos maus resultados e consequentes despedimentos - que acarretam chorudas indemnizações.

Chega a ser imoral.

Por isso, nos dias de hoje é raríssimo um treinador pedir a demissão, por piores resultados que faça. Espera sempre que o clube o demita. Se for ele a demitir-se, não ganha um tostão; mas se for despedido, tem direito a receber os salários até ao fim do contrato.

A RENOVAÇÃO ANTECIPADA do contrato é, pois, uma medida que só interessa ao treinador. Por tudo isto, não percebo a razão que levaria o Benfica a querer renovar com Bruno Lage até 2024. Feitas as contas, são cinco anos. E alguém acredita que Lage vá ficar na Luz mais cinco anos? O que acontecerá se o Benfica não ganhar o campeonato e na Liga Europa (se lá for) fizer uma triste figura? Vieira vai aguentá-lo? 

É certo que aguentou Jesus. Mas Jesus já tinha outro currículo. E dera a volta ao clube, pondo-o a jogar o dobro, numa altura em que o Benfica estava pelas ruas da amargura.

Mas Bruno Lage ainda está, por assim dizer, à experiência. Se este ano não ganhar nada, dificilmente ficará. E pensar-se que fica mais cinco anos é que não faz sentido nenhum. É uma fantasia. 

Então, renovar para quê?

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×