16/12/19
 
 
Dez filmes a não perder neste Leffest
O Farol, de Robert Eggers

Dez filmes a não perder neste Leffest

O Farol, de Robert Eggers Cláudia Sobral 15/11/2019 22:15

Com Passámos por Cá, o novo filme de Ken Loach, arranca hoje a 13.ª edição do Leffest que, em competição, junta à estreia de Gonçalo Waddington na longa-metragem os novos filmes de realizadores como Bertrand Bonello ou Abel Ferrara. A pontuar a programação há o simpósio internacional Resistências. Dia 24, a sessão de encerramento faz-se em duas: com O Farol, de Robert Eggers, em Lisboa, e Atlantique, de Mati Diop, em Sintra.

1. Passámos por Cá, de Ken Loach

Depois de Eu, Daniel Blake, Palma de Ouro em Cannes e um dos filmes mais bem acolhidos do realizador de Cathy Come Home (1966) e The Wind That Shakes the Barley (2006), Ken Loach regressa com Passámos por Cá. A partir da história de Ricky (Kris Hitchen), que com a sua família procura sobreviver com o pouco que lhes sobrou desde a crise financeira iniciada em 2008, o filme que se estreou este ano em Cannes faz hoje a sessão de abertura do 13.º Leffest. 

Sexta-feira às 21h30, no Espaço Nimas, em Lisboa (seguido do debate Como Lutar Sobre a Questão Social?, com Juan Branco, Maxime Nicolle, Mehdi Belhaj Kacem e Salah Dabouz).

 

2. O Lago dos Gansos Selvagens, de Diao Yinan

Entre uma competição que conta nesta edição com 12 filmes de diversas proveniências geográficas, da China chega-nos o novo filme de Diao Yinan. A partir da história do líder de um gangue e de uma misteriosa mulher que procuram fugir à polícia nas margens de um lago, O Lago dos Gansos Selvagens poderá ser descrito como um film noir chinês. 

Quarta-feira às 15h, no Centro Olga Cadaval, em Sintra; repete no dia seguinte, às 16h30, no Espaço Nimas.

 

3. A Ilha dos Silvos, de Corneliu Porumboiu

À obra do romeno Corneliu Porumboiu (como ainda a Stephen Frears, Christian Petzold, Damien Manivel, Alice Rohrwacher, Rita Azevedo Gomes e José Miguel Ribeiro) o Leffest dedica nesta edição uma retrospetiva que não vem apenas olhar para trás, com filmes como 12:08 A Este de Bucareste (2006) ou The Second Game (2014). Fora de competição é ainda exibido o seu mais recente filme: A Ilha dos Silvos, estreado em Cannes, com a história de um agente da polícia romena que trabalha como informador da máfia. 

Dia 23 às 10h30, no Espaço Nimas; repete no dia seguinte, às 17h30, no Centro Cultural Olga Cadaval.

 

4. Patrick, de Gonçalo Waddington

Para a sua estreia na realização em longa-metragem, o ator, encenador e realizador Gonçalo Waddington inspirou-se no caso de Rui Pedro para contar a história de um rapaz que, desaparecido em Portugal em 1999, reaparece 12 anos depois numa prisão de Paris. Protagonizado por Hugo Fernandes, ator não profissional, na companhia de Carla Maciel, Teresa Sobral e Alba Baptista, o filme estreou-se em San Sebastián e chega agora ao Leffest, em competição. 

Segunda-feira às 21h, no Centro Cultural Olga Cadaval; repete quarta-feira, às 19h, no Espaço Nimas.

 

5. Atlantis, de Valentyn Vasyanovych

É numa Ucrânia oriental inabitável, num tempo que se localizará num futuro, mas não um futuro tão distante assim, que nos deparamos com Sergey, um ex-soldado à procura de se encaixar nessa nova realidade enquanto sofre de stresse pós-traumático. Desempregado, acabará por se juntar a uma missão voluntária que se dedica à exumação de cadáveres, em que conhece uma mulher que o faz acreditar na possibilidade de um futuro.

Segunda-feira às 15h, no Centro Cultural Olga Cadaval; repete dia 22, às 16h, no Espaço Nimas.

 

6. O Que Arde, de Oliver Laxe

A partir da Galiza, e em competição, a história estreada em Cannes de um homem que, depois de ter cumprido pena por provocar um incêndio, é libertado sem que ninguém o espere. Sozinho então regressará à sua aldeia, nas montanhas da Galiza rural, onde se encarregará das suas vacas e reencontrará a mãe. Um dia são confrontados com um incêndio que devasta a região.

Segunda-feira às 19h15, no Espaço Nimas; repete no dia seguinte, às 19h, no Centro Olga Cadaval.

 

7. O Farol, de Robert Eggers

Na segunda longa-metragem de Robert Eggers, distinguida com um prémio Fipresci em Cannes, Willem Dafoe interpreta o papel de um velho marinheiro encarregue de um farol numa ilha com o assistente, interpretado por Robert Pattinson. A Dafoe este Leffest, que lhe dedica uma retrospetiva, regressa com vários dos seus filmes mais marcantes e dois novos - além de O Farol, Tommaso, de Abel Ferrara. As sessões são seguidas de conversas com o ator.

Dia 21 às 21h, no Centro Olga Cadaval; repete dia 24, às 21h30, no Espaço Nimas (sessão de encerramento).

 

8. Atlantique,de Mati Diop

Integrada na seleção oficial, fora de competição, a primeira longa-metragem da realizadora francesa Mati Diop que, estreada em Cannes, viaja até aos subúrbios da capital senegalesa. Ada, uma jovem de 17 anos que se apaixona por um dos trabalhadores que constroem uma torre futurista que marca a paisagem de Dakar, está prometida a outro homem. Enquanto Suleiman parte com os amigos de barco à procura de outro futuro, um incêndio arruinará o casamento de Ada.

Dia 21 às 22h, no Espaço Nimas; repete dia 23, às 21h, no Centro Cultural Olga Cadaval (sessão de encerramento).

 

9. Adults in The Room, de Costa-Gravas

Para a sua estreia na realização em longa-metragem, o ator, encenador e realizador Gonçalo Waddington inspirou-se no caso de Rui Pedro para contar a história de um rapaz que, desaparecido em Portugal em 1999, reaparece 12 anos depois numa prisão de Paris. Protagonizado por Hugo Fernandes, ator não profissional, na companhia de Carla Maciel, Teresa Sobral e Alba Baptista, o filme estreou-se em San Sebastián e chega agora ao Leffest, em competição. 

Segunda-feira às 21h, no Centro Cultural Olga Cadaval; repete quarta-feira, às 19h, no Espaço Nimas.

 

10. Marighella, de Wagner Moura

Ainda sem data de estreia certa para Portugal, em Marighella, que teve a sua estreia adiada sem data no Brasil, Wagner Moura regressou à figura do opositor à ditadura militar brasileira Carlos Marighella (interpretado pelo músico Seu Jorge), acusado de terrorismo. O filme é exibido numa sessão com a presença de Wagner Moura e do argumentista Felipe Braga. E integra, com os filmes de Costa-Gavras e de Ken Loach e ainda Joker, de Todd Phillips, o simpósio internacional Resistências, com curadoria de Juan Branco. 

Domingo às 21h00, no Teatro Tivoli BBVA, Lisboa.

 

 

 

 

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×