16/12/19
 
 
PJM constituiu militar arguido por suspeitas de ter abusado de colega

PJM constituiu militar arguido por suspeitas de ter abusado de colega

António Pedro Santos Jornal i 14/11/2019 18:21

O acaso aconteceu na Unidade onde ambos prestam serviço.

A Polícia Judiciária Militar (PJM) anunciou, esta quinta-feira, que constituiu um militar como arguido por suspeitas de “abuso sexual de uma militar” dentro da Unidade em que ambos prestam serviço.

Em comunicado, a PJM esclareceu que o militar foi constituído arguido na passada quarta-feira, dia 13 de novembro, e que lhe foi aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.

De acordo com a mesma nota, existem “fortes indícios” de que o militar agressor terá violado o artigo 165.º do Código Penal, que se refere a “abuso sexual de pessoa incapaz de resistência”.

O mesmo artigo prevê que, a comprovar-se a agressão sexual, o militar enfrenta uma pena de prisão que pode ir entre os seis meses a dez anos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×