11/12/19
 
 
Em Lisboa, candidata derrotada pediu impugnação

Em Lisboa, candidata derrotada pediu impugnação

Jornal i 12/11/2019 10:02

Ângelo Pereira, vice da distrital e apoiante de Pinto Luz, ganhou com 82%.

Ângelo Pereira, vice-presidente da distrital do PSD/Lisboa, ganhou em toda a linha as eleições da distrital do passado dia 9, com 1448 votos, (82%). A adversária, Sofia Vala Rocha, obteve apenas 312 votos, (18%).

Apesar da distância de resultados, Sofia Vala Rocha confirmou ao i que já entregou um pedido de impugnação da eleição: “Já impugnei. É um processo jurídico dentro do partido, primeiro na jurisdição distrital e depois [no conselho] de jurisdição nacional”.

 Em causa estarão situações como a entrega das candidaturas (deve ser na sede distrital) ou o cumprimento de prazos, conforme já tinha relatado a candidata ao Expresso. Nas redes sociais, Sofia Vala Rocha sublinhou os resultados, sobretudo no concelho de Lisboa: “Perdi as eleições para a distrital de Lisboa. Tive 28% no concelho de Lisboa e menor votação nos restantes concelhos. 28% na capital do país não envergonha, mas mostra que ainda tenho de trabalhar muito”.

Já Ângelo Pereira tem como missão organizar o partido para ganhar mais autarquias em 2021, sobretudo, a de Lisboa, nas mãos do PS desde 2007. O candidato vencedor é apoiante de Pinto Luz na corrida interna do PSD. Que teve ainda outra vitória. Para a assembleia distrital ganhou a lista A, do líder da concelhia de Lisboa, Rogério Jóia, com 65 dos 109 mandatos, numa lista mais convergente com Ângelo Pereira e Pinto Luz. A lista apoiada por Morais Sarmento (apoiante de Rui Rio), e liderada por Paulo Ribeiro, perdeu por 108 votos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×