15/12/19
 
 
Lucros da NOS sobem 10,4% para 138,1 milhões até setembro

Lucros da NOS sobem 10,4% para 138,1 milhões até setembro

Instagram Jornal i 06/11/2019 19:00

O número total de serviços aumentou mais de 100 mil em 12 meses, superando agora os 9,5 milhões.

Os lucros da NOS subiram  10,4% para 138,1 milhões de euros até setembro. Este aumento dos resultados deve-se, segundo a empresa liderada  por Miguel Almeida, ao crescimento do negócio das telecomunicações e de uma “forte recuperação” na área do cinema e audiovisuais.

As receitas totais cresceram 1,5% para 1.185,2 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano e o EBITDA aumentou 2,8% para 505,3 milhões de euros. Já os custos operacionais cresceram 1,2% para 230 milhões de euros, reflexo do acréscimo de 2% nos custos diretos para 133,4 milhões de euros e de 0,2% nos custos não diretos, para 96,6 milhões de euros. 

O número total de serviços aumentou mais de 100 mil em 12 meses, superando agora os 9,5 milhões. Os clientes de telecomunicações móveis subiram 1%, os de TV por subscrição aumentaram 2,6% e na banda larga o aumento foi de 2,7%. “O crescimento dos principais serviços no terceiro trimestre de 2019 foi impulsionado por uma recuperação sazonal no móvel, com 39,7 mil adições líquidas, bem como por uma adesão mais significativa na TV por Subscrição, com crescimento líquido de 14,2 mil clientes, tendo o crescimento no acesso fixo mais do que compensado o decréscimo continuado dos subscritores de DTH”, disse a empresa em comunicado.

Quanto à divisão de cinema, a Nos destaca “uma forte recuperação no segundo e terceiro trimestre deste ano”, com as receitas a subirem 8,3%.

As contas da empresa beneficiaram ainda com a descida de 6,8% das depreciações e amortizações para 298 milhões de euros. E também dos resultados financeiros, que baixaram em mais de 20% para um valor negativo de 19,2 milhões de euros, “devido aos vários acordos de refinanciamento fechados em trimestres anteriores”.

Nos primeiros nove meses, o investimento, excluindo contratos de leasing, totalizou 275 milhões de euros, o que traduz uma descida de 1,7% face a igual período do ano passado.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×