17/11/19
 
 
Transportes. Carros voadores e aviões elétricos? Sim, é o futuro

Transportes. Carros voadores e aviões elétricos? Sim, é o futuro

Joana Marques Alves 06/11/2019 09:54

Uber e Airbus usaram a Web Summit para fazer anúncios importantes. E tudo irá acontecer num espaço de, no máximo, dez anos, dizem os responsáveis.

Quantas vezes disse que tinha de ir “a voar” para o trabalho? Por incrível que possa parecer, esta expressão pode deixar de ser usada em sentido figurado em breve: a Uber revelou que conta ter os seus primeiros carros voadores a funcionar já daqui a quatro anos.

“A Uber vai ter carros voadores. No próximo ano vamos realizar testes e em 2023 está feito”, explicou Manik Gupta, diretor de produto da Uber, durante a sua intervenção na Web Summit.

O responsável explicou que esta invenção tem como objetivo ir ao encontro das necessidades dos consumidores. “Uma das coisas que devemos ter sempre em conta é a forma como podemos usar a tecnologia de forma mais eficiente, construindo assim uma ligação a longo prazo com o utilizador”, frisou. “Quando pensamos onde queremos ir nos próximos dez anos, queremos que a Uber seja a solução para a vida do dia-a-dia”.

Aviões amigos do ambiente Mas há quem prefira continuar a voar em aviões a voar em carros… Mesmo para esses, existem boas notícias: a Airbus revelou na Web Summit que terá um protótipo de um avião híbrido elétrico já em 2021. Este aparelho deverá estar operacional dentro de dez anos.

“Um protótipo da Airbus com baterias de dois megawatts vai voar em 2021”, revelou Sandra Bour Schaeffer, engenheira e responsável de inovação da fabricante de aviões Airbus. A ideia é que estes aparelhos comecem por fazer voos regionais ou de distâncias mais curtas, adaptando-os mais tarde a viagens mais longas.

“A frota atual precisa de ser renovada. Se otimizarmos a maneira como o transporte é feito, também se reduz a pegada ecológica”, frisou a responsável, lembrando que é essencial que, até 2050, o setor da aviação reduza as emissões de gases em 50%. “Devemos isso às gerações futuras”, sublinhou Sandra Bour Schaeffer.

 

Mais trotinetas em Lisboa

Mas estas não foram as únicas novidades apresentada na Web Summit: a Uber anunciou que tem desde ontem um serviço de trotinetas elétricas partilhadas a funcionar em Lisboa.

Manik Gupta explicou que a frota é composta por 200 trotinetas da Jump, que já tem uma rede de 1750 bicicletas elétricas a funcionar na capital portuguesa. A empresa explicou entretanto, num comunicado enviado às redações, que as trotinetas podem atingir uma velocidade de 20 quilómetros por hora, “por apenas 20 cêntimos por minuto, sem custo de desbloqueio”. “Reforçando o compromisso com a cidade e os seus habitantes, na zona central da cidade, onde existem estacionamentos de bicicletas e trotinetas em cada quarteirão, o estacionamento será obrigatório nesses locais”, explica.

Para assinalar este lançamento, a Uber decidiu oferecer a primeira viagem gratuita para novos utilizadores (com um limite máximo de viagem de 20 minutos).

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×