17/11/19
 
 
Alemanha. Muito Paciência para fazer história em Frankfurt

Alemanha. Muito Paciência para fazer história em Frankfurt

Bruno Venâncio 04/11/2019 22:47

O Bayern de Munique caiu com estrondo em casa do Eintracht: 5-1, com show lusitano. Esta, de resto, foi a jornada das surpresas – que o digam Barcelona e PSG.

Jornada louca nas grandes ligas europeias, com o pico goleador a surgir na Bundesliga. O RB Leipzig, adversário do Benfica na Liga dos Campeões, atropelou autenticamente o Mainz: 8-0, conseguindo a maior goleada da sua história na prova, e o Borússia de Dortmund também conseguiu uma vitória bastante tranquila na receção ao Wolfsburgo: 3-0, com Raphael Guerreiro a apontar o segundo tento.

A maior surpresa, todavia, aconteceu em Frankfurt, com o Eintracht a dar a provar ao Bayern de Munique a receita que os bávaros tantas vezes aplicam aos seus adversários: 5-1! Um desfecho para o qual contribuiu decisivamente um internacional português: Gonçalo Paciência. Foi o avançado luso a arrancar a expulsão de Boateng logo aos nove minutos, após ser travado à entrada da área quando se isolava em direção à baliza à guarda de Neuer, e seria ele a fixar o resultado a cinco minutos dos 90, aqui assistido por André Silva, que tinha acabado de entrar. São já nove os tentos apontados por Gonçalo Paciência na temporada – seis na Bundesliga, da qual é neste momento o terceiro melhor marcador.

O resultado embrulhou ainda mais a classificação na liga alemã, liderada pelo Borússia de Mönchengladbach, que foi a Leverkusen vencer por 2-1. O Dortmund surge agora no segundo posto, a três pontos do topo, com RB Leipzig, Bayern e Friburgo logo atrás; já o Eintracht aparece em sexto, no grupo das equipas com 17 pontos – que inclui ainda o Wolfsburgo e o Hoffenheim.

Menção ainda para um embate histórico: pela primeira vez, União e Hertha de Berlim defrontaram-se no principal escalão do futebol germânico, quando falta uma semana para a celebração dos 30 anos da queda do muro que durante décadas separou os lados ocidental e oriental da capital alemã. Os três pontos acabaram por ficar para a equipa recém-promovida, com o suplente Polter a fazer de penálti o único golo do jogo, aos 87’.

 

Barça e PSG tropeçam

Em Espanha, outro desfecho muito inesperado: o Barcelona perdeu por 3-1 no terreno do Levante, acabando ainda assim por beneficiar do desacerto dos adversários mais diretos – o Real Madrid não foi além de um nulo na receção ao Bétis e o Sevilha e o Atlético de Madrid também se ficaram pela divisão de pontos, com o embate no Sánchez Pizjuán a terminar empatado a um golo.

Na Ligue 1, outro resultado chocante, com o Dijon, até aqui último classificado, a bater o todo-poderoso PSG: 2-1, sendo Cádiz, avançado venezuelano emprestado pelo Benfica, o autor do golo decisivo. Realce ainda para o triunfo do Marselha, de André Villas-Boas, sobre o Lille, pelo mesmo resultado, que permitiu a subida ao quarto lugar para o conjunto marselhês.

Em terceiro, mas em Itália, está agora a Roma de Paulo Fonseca, após a vitória também por 2-1 na receção ao Nápoles. Na frente, tudo igual, apesar dos triunfos suados de Juventus e Inter de Milão – tal como aconteceu em Inglaterra com Liverpool e Manchester City.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×