17/11/19
 
 
O talentoso ecleticismo da edição mais ambiciosa do Mucho Flow
Iceage

O talentoso ecleticismo da edição mais ambiciosa do Mucho Flow

Iceage Facebook Hugo Geada 31/10/2019 13:22

Este fim de semana começa a sétima edição do festival Mucho Flow. Acontece, como habitualmente, na cidade de Guimarães e conta com um eclético cartaz desde o punk dos Iceage e dos Heavy Lungs à electrónica dos Damien Dubrovnik.

Guimarães vai acolher a sétima edição do festival Mucho Flow, que decorre entre o dia 1 e 2 de novembro em três espaços e conta com 21 artistas, com destaque para Iceage, Heavy Lungs, Damien Dubrovnik ou Amnesia Scanner.

O primeiro dia do festival conta com grandes nomes da música internacional alternativa destacando-se ainda pela diversidade entre os nomes escolhidos, nomeadamente, com o punk rock dos dinamarqueses Iceage (23h15) e dos britânicos Heavy Lungs (22h). Vai haver também espaço para a eletrónica experimental do dinamarquês Croatian Amor (20h45), que volta a atuar mais tarde no duo Damien Dubrovnik (1h). Nesse mesmo dia, ainda a ressalvar a presença do artista nacional Dada Garbeck (16h30), que este ano lançou o seu álbum de estreia The Ever Coming.

No segundo dia, o Mucho Flow aposta forte em nomes emergentes da música portuguesa, como Gabriel Ferrandini (17h15), baterista que se tem afirmado cada vez mais no free-jazz europeu, os Holocausto Canibal (18h30), experiente banda de grindcore de Rio Tinto, os Montanhas Azuis (21h15), projeto que juntou Bruno Pernadas, Norberto Lobo e Marco Franco (que também atua a solo neste segundo dia do festival às 16h) e o jovem lisboeta Chinaskee (20h), que se tem vindo a destacar cada vez mais na cena musical portuguesa com o seu indie rock. Sem esquecer que neste dia também se vai ouvir  a dupla de eletrónica finlandesa Amnesia Scanner (1h), com influências de música experimental e pós-industrial.

Esta é a sétima edição do Mucho Flow, considerada pelos seus organizadores como a edição mais ambiciosa do festival. Decorre no Centro Internacional das Artes José de Guimarães, no Antigo Edifício dos CTT vimaranense e no Centro de Artes e Espetáculos São Mamede, sob a organização da Revolve, editora e promotora criada em 2009 e sediada em Guimarães. O festival vai contar ainda com a participação das artistas plásticas e visuais, Wasted Rita e Débora Silva.

Os bilhetes diários para o festival, assim como os passes gerais (a preço final de €30) podem ser adquiridos na bilheteira online e locais habituais.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×