21/11/19
 
 
Ticiano. Especialista duvida da autoria de uma obra da coleção Wellington

Ticiano. Especialista duvida da autoria de uma obra da coleção Wellington

DR Mariana Madrinha 20/10/2019 18:36

Investigador defende que o quadro Danaë terá sido pintado por uma “mão menor”à de Ticiano.

Uma das pinturas de Ticiano selecionadas pela National Gallery de Londres para integrar uma exposição itinerante, com data de início marcada para o próximo mês de março, poderá afinal não ser do pintor renascentista. A alegação foi formulada por Charles Hope, historiador da arte e especialista na obra de Ticiano (1490-1576). Ao Observer, o professor diz não acreditar que o quadro A Danaë, datado do início da década de 1550 [1551-3] e que representa uma cena mitológica, seja mesmo da autoria do italiano. Charles Hope, antigo presidente do Warburg Institute e investigador associado da Universidade de Londres, afirmou no final da semana passada que o quadro ostenta uma pincelada de nível “inferior” e que deverá ter sido pintado por uma “mão menor”.

A tela está atualmente pendurada na Apsley House, casa do primeiro duque de Wellington, lembra o Guardian. A composição mostra a princesa Danaë a ser seduzida pelo deus romano Júpiter, que lhe apareceu “disfarçado de chuva dourada”, uma cena retirada das Metamorfoses de Ovídio. Ao lado, uma velha ama observa a cena. É também essa figura que está no centro das desconfianças de Hope. “A [falha] mais óbvia é a caricatura da Disney de uma mulher idosa. Não se parece nada com as mulheres idosas pintadas por Ticiano”, apontou.

Hipóteses Não é, contudo, a primeira vez que o professor defende esta tese – fê-lo já há quatro anos, na Burlington Magazine. Mas é a primeira vez que fala publicamente desta convicção. Segundo o especialista, é mais provável que o quadro tenha sido pintado por um discípulo de Ticiano oriundo do norte da Europa. Para o investigador, uma das ‘verdadeiras’ Danaë é a que está no Prado, uma versão “muito mais bonita” e que o artista terá enviado para Filipe II de Espanha, seu grande mecenas. Há ainda outras versões da cena visto que, no total, Ticiano pintou o tema seis vezes.

O professor Paul Joannides, outra autoridade na obra de Ticiano, discorda da opinião de Hope. Para Joannides, não há dúvidas de que a Danaë da Apsley House, uma obra praticamente ignorada pelos historiadores até ter sido restaurada em 2013, é “totalmente compatível” com o legado de Ticiano e que esta é a obra que terá sido especialmente pintada para o monarca espanhol.

Está a ser um ano atípico para a coleção Wellington. Antes desta hipótese de ‘desqualificação’ ter sido levantada, outra das obras do acervo fez o caminho inverso: em agosto, foi provado que o quadro Orfeu encantando os animais, cuja autoria tinha sido atribuída a um discípulo menor de Ticiano, Alessandro Varotari, tinha saído, afinal, da oficina do mestre.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×