24/10/19
 
 
Casal britânico detido por plantar canábis no Alentejo

Casal britânico detido por plantar canábis no Alentejo

Dreamstime Jornal i 10/10/2019 15:33

Esta não é a primeira vez que são encontradas plantas e sementes de canábis na zona de Santana da Serra.

Um casal britânico foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Aljustrel por cultivo e tráfico de canábis, num monte próximo de Santana da Serra, no Alentejo.

A investigação que resultou na detenção de um homem de 57 anos e uma mulher de 54 decorria há vários meses e os militares perceberam que o facto de a residência do casal, onde eram recebidos os consumidores, estar isolada facilitava o cultivo e tráfico de droga.

Os militares, que tinham dois mandados de busca, apreenderam 742 doses de liamba, 70 cabeças, 62 sementes, 15 embalagens de creme, cinco litros de óleo e 12 plantas adultas de canábis, 13 doses de haxixe, 730 euros em numerário e diverso material ligado à rega, acondicionamento, armazenamento e produção de canábis.

O casal foi presente a tribunal, na quarta-feira, para devida aplicação das medidas de coação, tendo agora que se apresentar semanalmente no posto da GNR de Ourique.

Para além do NIC, estiveram envolvidos nesta operação, que levou à identificação de dois homens por posse de estupefaciente, o Destacamento de Intervenção de Beja, os Núcleos de Proteção Ambiental de Aljustrel e Odemira e do Posto Territorial de Ourique.

Esta não é a primeira vez que alguém é detido pelo cultivo de canábis, em Santana da Serra. Em julho passado, um homem de 49 anos foi detido pelo mesmo motivo, tendo sido apreendidas 82 plantas e 19 sementes de canábis.

Em 2017, um cidadão britânico foi também alvo de uma investigação policial onde foram apreendidas 44 plantas e 175 sementes. O homem de 54 anos ficou em liberdade mediante Termo de Identidade e Residência (TIR).

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×