15/11/19
 
 
Patrões acusados pelo MP da morte de mulher cuja cabeça foi encontrada numa praia em Leça de Palmeira

Patrões acusados pelo MP da morte de mulher cuja cabeça foi encontrada numa praia em Leça de Palmeira

Dreamstime Jornal i 04/10/2019 13:53

Arguidos estão acusados de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

Um homem paquistanês e uma mulher tailandesa foram acusados pelo Ministério Público (MP) pelo homicídio e profanação de cadáver da mulher, cuja cabeça foi encontrada num saco de plástico, no passado mês de março, numa praia de Leça da Palmeira, em Matosinhos.

A acusação, divulgada esta sexta-feira pela Procuradoria Distrital do Porto, refere que, entre 28 de dezembro de 2018 e 07 de março de 2017,  "o arguido e a arguida mataram a dita colaboradora tailandesa, após o que cortaram o cadáver aos pedaços, decapitaram-no e colocaram no congelador pelo menos a cabeça", na casa de massagens que ambos exploravam em Matosinhos "sob forma de uma sociedade unipessoal de que era única sócia a arguida, contando com a colaboração da vítima", que era massagista.

Depois do homicídio, os alegados autores do crime"desfizeram-se dos pedaços de cadáver, deixando a cabeça acondicionada num saco plástico, dentro ou ao lado de um contentor colocado no areal da praia de Leça da Palmeira”.

Recorde-se que cerca de um mês depois de a cabeça da vítima ter sido encontrada, a 7 de março, a PJ deteve a massagista, de 52 anos, que ficou em prisão preventiva. Em agosto foi detido, na fronteira da Turquia com a Grécia, o homem, que se havia ausentado de Portugal assim que foi noticiado o aparecimento da cabeça.

Na origem do crime está uma alegada dívida da arguida à vítima de 10 mil euros.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×