24/10/19
 
 
Flamengo. Empate para controlar a euforia e, depois, libertá-la na prova maior

Flamengo. Empate para controlar a euforia e, depois, libertá-la na prova maior

Divulgação Flamengo Laura Ramires 01/10/2019 08:55

Fla, de Jorge Jesus, empatou com o São Paulo e falhou a nona vitória consecutiva no Brasileirão. Seguem-se as meias-finais da Libertadores.

Há cerca de uma semana Jorge Jesus dizia em linguagem gestual: “Flamengo, Amo-te”. A mensagem foi deixada após a vitória do ‘Mengão’ na receção ao Internacional (3-1), naquela que constituiu a oitava vitória consecutiva da equipa do Rio de Janeiro no Brasileirão. Um recorde, mais um conseguido pelo técnico português desde que aterrou em solo brasileiro. A euforia entre os adeptos cariocas estava, por isso, instalada, num momento em que o conjunto rubro-negro ocupa a liderança do campeonato. Já este fim de semana travaram-se de certa forma os confetis. Na abertura da jornada 22 do campeonato, o ‘Mengão’ recebeu e empatou (0-0) com o São Paulo, falhando assim o nono triunfo na prova. Ainda assim, o empate permitiu ao Fla manter a liderança isolada da competição, que segura com 49 pontos, mais três que o segundo classificado Palmeiras, que desperdiçou a oportunidade de se aproximar ainda mais ao líder com o empate a uma bola na deslocação ao terreno do Internacional. Sem motivos para grandes brindes, o ‘Mengão’ segue, ainda assim, com motivos para sorrir.

E, sobretudo, para continuar focado uma vez que tem nova prova de fogo já ao virar da esquina.

Na madrugada de quinta-feira, a Libertadores está oficialmente de regresso para abrir portas às meias-finais da competição, que Jesus também tem estado em grande destaque.

A equipa carioca, recorde-se, apurou-se para esta fase 35 anos depois da última vez em que marcou presença naquela que é considerada a Champions sul-americana. Um feito também ele alcançado já sob o comando do ex-treinador de Benfica e Sporting, que, nos quartos, deixou pelo caminho o Palmeiras, à data orientado por Scolari, entretanto despedido do cargo de treinador.

Nas meias, o Flamengo volta, de resto, a defrontar uma equipa brasileira, com o Grêmio a ser o grande obstáculo até ao jogo derradeiro.

De notar que esta época o Fla já mediu forças com o Grêmio por uma vez, na jornada 14 do campeonato, num jogo que venceu por claros 3-1, no Maracanã. Todavia, a primeira mão destas meias-finais terá o seu pontapé de saída em Porto Alegre.

Uma referência também para a outra meia-final, que coloca frente a frente River Plate e Boca Juniors, finalistas da última edição da prova e protagonistas da maior rivalidade de sempre no futebol mundial.

Recorde-se que o Flamengo procura conquistar o título pela segunda vez na história, depois da vitória de 1980/81. Vencer a Champions sul-americana é, aliás, a meta primordial do treinador luso desde que aceitou viajar para o Rio de Janeiro. O Brasileirão, que o seu clube não vence desde 2009, segue-se na lista de prioridades.

Contudo só daqui a precisamente 15 jornadas se fica a saber se Jorge Jesus aprendeu a palavra Campeões em língua gestual.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×