23/1/20
 
 

Portalegre. O distrito que menos deputados elege

24/09/2019 16:27

 

Portalegre é o distrito que menos deputados elege e foi um dos que, nos últimos anos, mais perdeu população. Entre 2011 e 2018, a população dos 15 municípios da região encolheu em 12200, passando para os cerca de 96 mil habitantes. Ainda assim, o distrito mantém os dois lugares na Assembleia da República.

PS. Luís Moreira Testa

O PS voltou a apostar no presidente da Federação socialista de Portalegre para encabeçar a lista de candidatos a deputados pelo distrito. Esta é a segunda vez que Luís Moreira Testa é cabeça-de-lista. O socialista tem 41 anos, nasceu em Portalegre e é licenciado em Direito. Em 2017 foi eleito presidente da Assembleia Municipal de Portalegre, onde antes já desempenhava funções como deputado. Antes, entre 2009 e 2012, Luís Testa Moreira foi presidente da Assembleia Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo. Fora da política, o deputado é aficionado assumido de touradas e desempenha funções como advogado no Centro de Informação, Mediação, Provedoria e Arbitragem de Seguros (CIMPAS), é presidente do Conselho Fiscal da Fundação Renal Portuguesa e é vice-presidente do Club Desportivo Portalegrense. O deputado tem ainda uma participação de 21% numa consultora de Évora, a CCP e Associados Lda., e uma outra de 33,3% na Up2Com, Lda., uma empresa de comunicação digital.

PSD. António José Miranda

O enfermeiro António José Miranda é o cabeça-de-lista dos candidatos do PSD por Portalegre. O candidato tem 45 anos e é desde o início de 2019 o presidente da distrital do partido em Portalegre e é vice-presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, com os pelouros de Educação, Interligação entre as Juntas de Freguesia, de Cidadania e Saúde, de Ação Social ou de Habitação. António José Miranda é licenciado em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Portalegre e está a frequentar o doutoramento em Enfermagem, Gestão de Unidades de Saúde e Serviços de Enfermagem na Universidade Católica. Nesta área, António José Miranda já desempenhou funções como enfermeiro no Centro de Saúde de Nisa, e no Hospital Dr. José Maria Grande em Portalegre e é, desde 2017, responsável pela UCSP de Castelo de Vide. Foi ainda professor assistente na Escola Superior de Saúde do Politécnico de Portalegre. 

CDS. José Rato Nunes

O Bloco de Esquerda decidiu apostar em António Ricardo para liderar a lista de candidatos pelo distrito. O candidato tem 68 anos e reside há vários anos em Ponte de Sor. Tem o 9.º ano de escolaridade e é técnico de vendas. Caso seja eleito será a primeira vez que assume as funções de deputado. Mas em cargos políticos já tem experiência como deputado da Assembleia Municipal de Oeiras, da Assembleia Municipal de Ponte de Sor e ainda da Assembleia de Freguesia de Carnaxide. Foi coordenador distrital do Bloco de Esquerda em Portalegre e é militante desde o ano 2000. Do seu currículo destaca-se ainda ser membro fundador da Associação de Moradores Luta Pela Casa de Carnaxide e dirigente do Movimento Nacional das Associações de Moradores de 1979 a 1982.

BE. António Ricardo

A CDU voltou a lançar uma dirigente de Os Verdes para encabeçar a lista de candidatos por Portalegre. Manuel Cunha é membro do Conselho Nacional e da Comissão Executiva do PEV e já em 2017, nas últimas autárquicas, foi a candidata da CDU à Câmara de Elvas. Também em 2015 tinha sido a cabeça-de-lista por Portalegre às legislativas. Tem 63 anos e é animadora sociocultural e é assessora do grupo parlamentar do PEV desde 1988. Foi ainda vereadora na Câmara Municipal de Almeirim onde foi também deputada na Assembleia Municipal. Nos anos 70, Manuela Cunha participou nos Movimentos Estudantil, Pacifista e Anti-Nuclearista, em França, e posteriormente nas lutas ecologistas em Portugal. Foi representante de Os Verdes na Federação dos Partidos Verdes da Europa, tendo participado na sua fundação, em 2004. Mais recentemente foi ativista da luta em defesa da Linha e do Vale do Tua. 

PAN. Jorge Alcobia

O Pessoas-Animais-Natureza aposta em Jorge Alcobia como cabeça-de-lista por Portalegre. É a primeira vez que, em legislativas, o partido apresenta candidaturas por este círculo eleitoral. Jorge Alcobia filiou-se no PAN em 2017, quando começou a interagir com o partido para a campanha às autárquicas. No partido é tesoureiro da Comissão Política Distrital de Lisboa e faz parte da Concelhia de Mafra, sendo suplente da Comissão Política Nacional. Tem 67 anos, nasceu em Almada e vive entre Monforte e Mafra, onde desempenha funções como auditor de sistemas de gestão de qualidade. Frequentou o Curso Superior de Organização e Gestão de Empresas no Instituto de Novas Profissões, em Lisboa, tendo sido analista de Organização e Métodos em vários bancos, durante 30 anos. Foi oficial da Força Aérea, com uma comissão em Angola e, recentemente, foi diretor desportivo de algumas equipas de futebol juvenil, em Mafra.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×