14/10/19
 
 
Liga dos Campeões. Benfica derrotado em casa na estreia

Liga dos Campeões. Benfica derrotado em casa na estreia

AFP Bruno Venâncio 17/09/2019 21:46

Águias apostaram em muitos jovens e acabaram por perder por 2-1 frente ao RB Leipzig

O Benfica entrou na edição de 2019/20 da Liga dos Campeões com uma derrota caseira. Com um onze recheado de novidades, as águias acabaram por ser surpreendidas pelo RB Leipzig: 1-2, com Timo Werner a bisar para o conjunto alemão e Seferovic, esta noite suplente utilizado, a reduzir para as águias nos últimos minutos.

Bruno Lage, esta noite na bancada, por estar a cumprir castigo, chamou Tomás Tavares, Cervi e Jota para o onze, deixando André Almeida fora da ficha de jogo e Rafa e Seferovic no banco. O lateral-direito, em estreia absoluta na equipa principal, registou uma exibição positiva, que acabaria manchada apenas pelo segundo golo dos alemães: é ele que põe Sabitzer em jogo, permitindo ao número 7 do Leipzig endossar a bola para Werner faturar.

Até aí, o jogo havia sido pautado por um enorme equilíbrio, com oportunidades a sucederem-se nas duas áreas (excelente exibição de Vlachodimos, mas também de Rúben Dias). A primeira grande ocasião do Benfica surgiria aos 68', com Pizzi a atirar a rasar o poste esquerdo após cruzamento de Tomás Tavares, e logo depois apareceu o golo do Leipzig: Poulsen recebeu de costas para a baliza e amorteceu para Werner, que atirou direitinho para as redes encarnadas.

Seguiram-se duas oportunidades claras para as águias, com Gulácsi (guarda-redes que esteve nas cogitações do Benfica no verão) a ser herói: aos 71', fez uma excelente defesa a livre direto de Grimaldo; quatro minutos depois, negou o golo a Cervi, deixando o argentino desolado. Por essa altura, Bruno Lage (ou, no caso, o adjunto Nélson Veríssimo) já tinha estreado mais um jovem, David Tavares, e depois lançou Rafa e Seferovic, uma dupla alteração que viria a revelar-se decisiva para o golo encarnado, com o suíço a concluir após cruzamento do português. Um golo infrutífero, dada a vantagem que o conjunto germânico já havia construído.

O Benfica começa assim no último lugar do grupo G, pois no outro jogo do grupo Lyon e Zenit empataram a um golo em França. Os russos, que apresentaram o portista Osorio no onze, estiveram a ganhar, com Azmoun a bater Anthony Lopes aos 41', mas Depay selaria o empate através de um penálti ao minuto 50. Na próxima jornada, a disputar-se a 2 de outubro, o Lyon visitará o Leipzig, enquanto o Zenit recebe o Benfica.

Nos outros jogos do dia, destaque para a vitória do Nápoles de Mário Rui sobre o Liverpool, campeão europeu em título (2-0), bem como para o 0-0 entre o Dortmund de Raphael Guerreiro e o Barcelona de Nélson Semedo, com Messi a regressar aos relvados e Ter Stegen a brilhar na baliza dos blaugrana, e ainda a vitória clara do Ajax sobre o Lille (3-0), que contou com José Fonte e Renato Sanches como titulares e lançou ainda Xeka na segunda parte. Mais surpreendente foi a vitória do Valência no terreno do Chelsea (0-1), mas também o empate do Slavia de Praga no terreno do Inter de Milão (1-1), enquanto a goleada do dia pertenceu ao Salzburgo: 6-2 ao Genk, com o jovem Haaland a fazer um hat-trick, tornando-se o mais jovem de sempre a consegui-lo (19 anos) e logo na estreia na prova.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×