8/12/19
 
 
Homem fazia-se passar por rapariga para abusar sexualmente de jovem

Homem fazia-se passar por rapariga para abusar sexualmente de jovem

José Sérgio Jornal i 16/09/2019 19:37

Arguido dizia à vítima que tinha vários fetiches, num deles o jovem tinha que pôr uns "óculos de piscina, pintados de preto, e usar algemas"

Um jovem, de 21 anos, foi condenado, esta segunda-feira, pelo Tribunal de Beja, a quatro anos de prisão com pena suspensa, por ser ter feito passar uma amiga comum para abusar sexualmente de um outro jovem da mesma idade em Castro Verde.

Segundo o Correio da Manhã, o caso remonta a 2014. Na altura com 16 anos, o arguido criou uma conta falsa no Skype em nome de uma amiga por quem a vítima estava apaixonada.

Posteriormente, convidou o jovem para sua casa fazendo-se passar pela amiga. Durante vários meses, o arguido dizia à vítima que tinha vários fetiches, num deles o jovem tinha que pôr uns "óculos de piscina, pintados de preto, e usar algemas".  Assim, o arguido abusou sexualmente do jovem várias vezes, fazendo-o acreditar que estava a praticar “jogos sexuais” com a amiga.

Em declarações ao mesmo jornal, a amiga em comum do arguido e da vítima revelou que o suspeito foi apanhado quando enviou uma mensagem ao jovem pedindo-lhe para ir ao Skype, numa altura em que este se encontrava junto da rapariga por quem se fazia passar. A vítima acabou por reparar que havia recebido a mensagem quando a jovem não tinha o telemóvel na mão.

Os pais da rapariga tiveram conhecimento da situação e aconselham a denunciar a situação às autoridades.

A jovem garantiu ainda ao Correio da Manhã, que há mais quatro vítimas do arguido. No entanto, "devido ao meio pequeno onde residem, não chegaram a apresentar queixa". "Ele chegou a drogar e a violar", contou.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×