15/10/19
 
 
Espanha. Valência, de Gonçalo Guedes, faz reset em Camp Nou

Espanha. Valência, de Gonçalo Guedes, faz reset em Camp Nou

Jose Jordan /AFP Laura Ramires 13/09/2019 19:54

O conjunto ché inicia uma nova jornada depois de ter despedido Marcelino Toral. Deslocação a Barcelona marca primeiro passo de Albert Celades, novo treinador do clube.

O Valência tem uma prova de fogo agendada para a noite deste sábado, com a visita a Camp Nou, para defrontar o Barcelona, na quarta jornada da Liga espanhola. Um encontro que assume contornos especiais desde logo por ser o primeiro desafio para Albert Celades, que substituiu durante a semana Marcelino Toral no comando técnico do clube ché.


Toral, de 54 anos, cumpria a terceira temporada, depois de ter sido quarto classificado nas duas últimas épocas, com dois apuramentos para a Liga dos Campeões e a conquista da Taça do Rei em 2018/19. Ainda assim, o técnico espanhol não conseguiu resistir ao arranque duvidoso neste início de temporada, em que a equipa segue no 13.ª lugar (com uma vitória, um empate e uma derrota).


O seu sucessor, ex-jogador do Barcelona e do Real Madrid, terá agora uma missão espinhosa, que abre precisamente no terreno do atual campeão espanhol – que, curiosamente, segue precisamente com o mesmo registo do conjunto ché, ou seja com uma vitória, um empate e uma derrota, ocupando, ainda assim, o 9.º posto.


Depois de ter terminado a carreira de jogador em 2010, o antigo internacional espanhol esteve, na época passada, como treinador adjunto de Julen Lopetegui no Real Madrid, bem como na seleção espanhola. Celades foi ainda técnico principal da seleção espanhola de sub-21.


Depois de ter orientado na quarta-feira o primeiro treino da equipa, que conta com os portugueses Gonçalo Guedes e Thierry Correia, contratado ao Sporting, no último defeso, por 12 milhões de euros, o técnico teve apenas três dias para incutir a sua filosofia no grupo. 


O técnico espanhol assinou, de resto, contrato válido até junho de 2021. 

 

Lobos feridos? Já em Inglaterra, o Wolverhampton continua à procura da primeira vitória na Liga. Depois de uma época sensacional em 2018/19, em que terminou imediatamente atrás dos big six da Premier League, a equipa treinada pelo português Nuno Espírito Santo chega à quinta jornada com um registo dececionante. Até agora são três empates e uma derrota para o plantel mais português da Liga inglesa, que tenta reverter este cenário já na tarde deste sábado, com a receção ao Chelsea. 


Os blues, diga-se, também não estão na melhor forma. Agora orientados por Frank Lampard, que rendeu Maurizio Sarri no final da última temporada, a turma Stamford Bridge só conseguiu vencer por uma vez, registando ainda dois empates e uma derrota. 


Depois da vitória na última edição da Liga Europa e de ter terminado o campeonato no terceiro lugar, os blues têm deixado a desejar nesta nova época. 


Tal como Leonardo Jardim, em França. Desde que regressou ao comando técnico dos monegascos que a vida do português não tem sido fácil. Apesar de ter conseguido a manutenção na Ligue 1, o clube continua sem vencer na prova de 2019/20, somando duas derrotas e dois empates nas primeiras quatro jornadas.
Este domingo, a equipa que conta com os portugueses Gelson Martins, Gil Dias e Adrien Silva defrontam o Marselha, em jogo da quinta ronda da competição.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×