31/3/20
 
 
Temperaturas atingem os 39.ºC e os fogos voltam

Temperaturas atingem os 39.ºC e os fogos voltam

Miguel Silva Francisco Paulo Carvalho 03/09/2019 08:28

A primeira semana do mês trouxe temperaturas a rondar os 40.ºC. O calor dificultou o combate a dois grandes incêndios durante o dia de ontem.

Depois de um mês de agosto marcado por grandes variações, com dias quentes e secos e outros com períodos de chuva, setembro chegou com calor.

Ao longo desta primeira semana do mês, os termómetros continuarão a subir e nos próximos dias chegarão perto dos 40.ºC em algumas zonas do território. Mas as temperaturas altas já se fizeram sentir. Ontem, por exemplo, Lisboa chegou aos 35.ºC e o Porto aos 31.ºC, mas o grande recordista foi mesmo o distrito de Santarém, com os termómetros a baterem nos 38.ºC esta segunda-feira.

De acordo com os dados fornecidos pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), as temperaturas continuarão a subir ainda mais nos próximos dias, com alguns distritos como Lisboa, Évora e Setúbal a chegarem aos 38.ºC e Santarém a registar 39.ºC. Espera-se já o aumento das temperaturas  durante o dia de hoje e de amanhã.

Segundo o IPMA, serão, por isso, vários os pontos de Portugal continental a apresentarem um elevado risco de incêndio. A partir de quarta-feira as regiões Centro, Centro Norte, Algarve e Trás-os-Montes a apresentarão mesmo um risco máximo de incêndio até ao fim de semana.

 

Incêndios em Sernancelhe e em Vale Meão

Durante o dia de ontem, e segundo dados oficiais da Proteção Civil, existiu um total de 39 ocorrências de incêndios em Portugal continental. No total, foram mais de 1100 operacionais em campo, apoiados por cerca de 300 viaturas e 15 meios aéreos.

Os destaques foram para os incêndios de Sernancelhe e Vale Meão. O primeiro teve início pelas 11h30, numa zona de mato na localidade de Sarzeda, distrito de Viseu. Chegou a mobilizar 144 operacionais, apoiados por 40 viaturas e sete meios aéreos, mas acabou por ser dominado pouco depois das 14h.

Já o segundo ocorreu em Vale Meão, na freguesia da Sabacheira, concelho de Tomar (Santarém) e mereceu cuidados redobrados por parte das equipas de combate às chamas. O incêndio teve início às 15h36 numa zona de mato e foi crescendo exponencialmente no decorrer da tarde. O vento dificultou o trabalho dos bombeiros, que chegaram a ter no terreno mais de 430 operacionais, apoiados por por mais de 110 viaturas e 11 meios aéreos.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém adiantou que o incêndio levou mesmo à evacuação da aldeia de Agroal (Ourém) devido à direção do vento, “por precaução”. Até à hora de fecho desta edição, as chamas ainda não estavam controladas.

 

Ministério da Administração Interna lança alerta

O Ministério da Administração Interna apelou durante o dia de ontem “à adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução na utilização do fogo em espaços rurais”, devido às previsões meteorológicas para os próximos dias.

Apesar deste alerta, o Ministério deixou nota de que a base de dados nacional de incêndios rurais registou, entre 1 de janeiro e 31 de agosto, menos 8719 hectares de área ardida e menos 369 incêndios rurais do que no mesmo período em 2018.

Segundo a mesma fonte, os valores registados em 2019, face aos últimos 10 anos, representam menos 45% de incêndios rurais e menos 70% de área ardida.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×