20/11/19
 
 
Marcelo diz que nomeação de Tolentino Mendonça é o "reconhecimento de uma personalidade ímpar"

Marcelo diz que nomeação de Tolentino Mendonça é o "reconhecimento de uma personalidade ímpar"

Mafalda Gomes Jornal i 01/09/2019 13:02

Presidente pretende estar presente na cerimónia de imposição do barrete cardinalício, em outubro.

Marcelo Rebelo de Sousa reagiu à nomeação, este domingo, de Tolentino de Mendonça como cardeal, considerando que esta traduz o "reconhecimento de uma personalidade ímpar”.

"O Presidente da República manifesta o mais profundo jubilo pela elevação do senhor Dom José Tolentino de Mendonça ao cardinalato, traduzindo o reconhecimento de uma personalidade ímpar, assim como da presença da Igreja Católica na nossa sociedade, o que muito prestigia Portugal", lê-se numa nota publicada na página oficial da Presidência da República.

O Presidente da República realça ainda a "excecional relevância" de Tolentino de Mendonça como "filósofo, pensador, escritor, professor e humanista", e recorda que convidou o arcebispo para presidir às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em 2020.

Marcelo Rebelo de Sousa informa ainda na mesma nota que pretende estar presente na cerimónia de imposição do barrete cardinalício, em outubro.

Recode-se que o Papa Francisco anunciou este domingo no Vaticano a criação, como cardeal, do arcebispo português D. José Tolentino Mendonça. O nome do arcebispo português, de 53 anos, que atualmente é bibliotecário e arquivista da Santa Sé, foi o segundo a ser anunciado pelo Papa.

Segundo a Ecclesia, o arcebispo madeirense vai tornar-se no sexto cardeal português do século XXI e o terceiro a ser designado pelo Papa Francisco.

Toletino Mendonça ocupa atualmente o cargo de vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×