15/10/19
 
 
Casas. Comprar na rua mais cara de Portugal custa quase três milhões

Casas. Comprar na rua mais cara de Portugal custa quase três milhões

Daniela Soares Ferreira 28/08/2019 14:39

Das dez ruas mais caras de Portugal reveladas por um estudo do Idealista, sete situam-se no distrito de Lisboa e as restantes em Faro. O mercado de luxo é cada vez mais procurado pelos clientes portugueses.

Morar nos distritos de Lisboa e Faro não é para todas as carteiras. Isso não é novidade e os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) comprovam isso. Mas dentro destes dois distritos há ruas que se destacam pela exorbitância de preços de algumas das casas que ali se encontram. O prémio de casa mais cara do país vai para uma habitação situada na rua Aldeamento Vilar do Golf, na Quinta do Lago, em Almancil, Faro. Os dados são do mais recente estudo do Idealista e revelam que os proprietários desta zona pedem, em média quase três milhões de euros por um imóvel.

De Faro rumamos a Lisboa, mais precisamente à rua Buenos Aires, situada na Estrela, mesmo no centro da capital portuguesa. Morar aqui custa, em média, mais de 2,7 milhões de euros, ou seja, representa a segunda rua mais cara de todo o país.

Ainda no distrito de Lisboa, em Cascais, é possível encontrar a medalha de bronze. É na Rua das Palmeiras, mas para morar aqui é preciso um investimento superior a 2,5 milhões de euros. O preço é caro, mas talvez compense: a rua das Palmeiras está envolta em jardins onde o sossego e a tranquilidade são o prato do dia, não fosse esta localização situada na Quinta da Marinha.

Passar na Avenida Marginal e olhar para as várias casas que lá existem, é poder dar asas à imaginação e pensar como seria acordar e ver o mar de casa todos os dias. O problema é que esta é a quarta rua mais cara de Portugal onde uma casa custa, em média, 2,3 milhões de euros.

Com um valor não muito diferente e logo abaixo está a rua Rodrigues Sampaio, também em Lisboa, quase colada à Avenida da Liberdade. Aqui, o valor médio pedido pelos proprietários por um imóvel ronda os 2,2 milhões de euros. Logo a seguir na tabela e ainda no distrito de Lisboa, está a rua Jasmim, em Cascais. O preço médio é de 2, 2 milhões de euros.

A sétima rua mais cara do país regressa ao Algarve e está situada no distrito de Faro, em Lagos. Comprar casa na rua do Canavial pode representar um investimento médio de 2,2 milhões de euros.

Por último, mas não tão baratas quanto isso, estão a Urbanização Pine Cliffs, em Albufeira (2,1 milhões de euros), a Avenida da Venezuela (cerca de 2 milhões euros) e a Avenida Dom Nuno Álvares Pereira (1,9 milhões de euros) ambas em Cascais.

 

Imóveis de luxo dão cartas

A verdade é que a procura por este segmento de mercado tem vindo a aumentar. Uma das agências que trabalha com o mercado de luxo – a RE/MAX Collection – viu o número de transações crescer 24% no primeiro semestre deste ano, tendo registado 1745 transações. A empresa garante que os portugueses se mantêm como principais clientes ao representarem mais de 50% de quota nos primeiros seis meses do ano. Ainda assim, a mediadora destaca o crescimento dos clientes brasileiros e franceses.

A imobiliária informou que a grande fatia deste mercado pertence ao distrito de Lisboa, “que inclui concelhos importantes para este segmento como os de Cascais e Oeiras”. Porto, Setúbal e Coimbra fecham o top dos principais distritos.

 

Preços continuam a disparar

O ritmo está mais lento, mas o preço das casas em Portugal continua a aumentar. Os dados mais recentes INE revelam que o preço mediano das casas subiu para 1011 euros por metro quadrado no primeiro trimestre deste ano, o que significa que a variação homóloga do preço mediano de alojamentos vendidos em Portugal foi de 6,4%, uma vez que se fixava nos 950 euros por metro quadrado no primeiro trimestre do ano passado. Face ao trimestre anterior, o crescimento foi de 1,5%. É certo que está bem longe dos valores praticados no mercado de luxo.

Assim, segundo o INE, Lisboa registou o preço mediano de vendas de habitação mais elevado do país, com 3111 euros por metro quadrado. Com valores acima dos 1500 euros por metro quadrado estão cidades como Cascais, Oeiras, Loulé, Lagos, Albufeira, Porto, Tavira, Odivelas, Lagoa, Funchal e Vila Real de Santo António. Os valores das casas nestes concelhos vão assim de encontro à lista das dez ruas mais caras de Portugal.

Só em Lisboa, há três freguesias a registar um valor por metro quadrado superior a quatro mil euros: Santo António, Santa Maria Maior e Misericórdia. Ao contrário, a freguesia do Parque das Nações foi a única do concelho de Lisboa com uma evolução negativa do preço da habitação face ao período homólogo.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×