18/10/19
 
 
Carne 'La Mechá' infetada com listeria provoca mais uma vítima em Sevilha

Carne 'La Mechá' infetada com listeria provoca mais uma vítima em Sevilha

Dreamstime Jornal i 27/08/2019 20:42

O mais recente relatório da Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição (Aesan), pertencente ao Ministério da Saúde, avança que o produto foi comercializado "sem qualquer marca registada" algo que só pode ser justificado por "uma grande deficiência de comercialização e rotulagem".

A carne da marca 'La Mechá', que foi comercializada como uma marca branca pela empresa Comercial Martínez León, foi afetada pela bactéria listeria e afetou mais de 200 pessoas. Aliás, causou a morte de um turista inglês que esteve de férias em Sevilha e, nesta terça-feira, na mesma cidade, morreu uma idosa de 74 anos pelas 13h15. A senhora perdeu a vida no Hospital Universitário Virgen del Rocío e apresentava patologias prévias que a incluíam na população de risco.

O mais recente relatório da Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição (Aesan), pertencente ao Ministério da Saúde, avança que o produto foi comercializado "sem qualquer marca registada" algo que só pode ser justificado por "uma grande deficiência de comercialização e rotulagem".

Para além dos óbitos registados, duas mulheres sofreram abortos após terem sido infetadas por esta bactéria - Listeria monocytogenes (L. monocytogenes), habitualmente associada ao consumo de alimentos contaminados e que pode ser  especialmente grave em indivíduos imunodeprimidos e em recém-nascidos - antes da emissão do alerta sanitário.

Sublinhe-se que o número total de mortes ainda não foi apurado na medida em que, no dia 19 de agosto, uma senhora de 90 anos com um estado de saúde "débil", como é possível ler no diário La Vanguardia, morreu. A morte de um senhor, de 72 anos, com cancro terminal e infetado pela bactéria também está a ser investigada. É de realçar que, na passada quarta-feira, um senhor de 62 anos foi também diagnosticado com listeriose na Cantabria e, ao dar entrada no Hospital Sierrallana, a equipa médica compreendeu que apresentava um quadro febril e "múltiplas patologias graves" sem qualquer relação com a carne 'La Mechá'.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×