8/12/19
 
 
"Hoje a grande missão é evitar reacendimentos". Incêndio de São Pedro de Tomar controlado

"Hoje a grande missão é evitar reacendimentos". Incêndio de São Pedro de Tomar controlado

SOL 04/08/2019 13:27

As margens do rio Zêzere constituem o ponto mais problemático

No passado sábado, deflagrou um incêndio na localidade de Contraste, na freguesia de São Pedro de Tomar, que se estendeu aos concelhos de Abrantes e Constância. No entanto, pelas 10h04 deste domingo, após a presença de 488 operacionais, 143 meios terrestres e dois meios aéreos no terreno, a agência Lusa avançou que o mesmo se encontrava "totalmente dominado".

Uma Fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) adiantou à Lusa que as chamas foram dadas como dominadas pelas 9h37, sendo que "hoje a grande missão é evitar reacendimentos". Por essa hora, ainda existiam "alguns pontos quentes a precisar de acompanhamento" e, sublinhe-se, "os 10% de área que ainda não está controlada localizam-se nas margens do rio Zêzere". 

No site oficial do Estado-Maior-General das Forças Armadas, foi publicado um comunicado onde é possível ler que "as Forças Armadas empenharam quatro máquinas de rasto, três do Exército e uma da Força Aérea, para apoiarem na abertura de caminhos que facilitem o acesso dos operacionais que combatem o fogo" e que este apoio "irá centrar-se na localidade de Tomar" através da presença de vinte militares (15 do Exército e cinco da Força Aérea).

Recorde-se que a natureza do incêndio é povoamento florestal.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×