23/10/19
 
 
Novo hospital de Évora. Concurso será lançado até setembro, inauguração é esperada em 2023

Novo hospital de Évora. Concurso será lançado até setembro, inauguração é esperada em 2023

Marta F. Reis 25/07/2019 19:51

O Governo autorizou esta quinta-feira uma despesa de 150 milhões de euros para a adjudicação da obra. Lançamento do concurso chegou a estar previsto no Orçamento do Estado para 2017, mas só agora a despesa foi autorizada 

O concurso para o lançamento do novo hospital de Évora será lançado até setembro. A garantia foi dada esta quinta-feira à Lusa pelo presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, José Robalo, depois de o Conselho de Ministros ter aprovado uma despesa de 150 milhões de euros para a concretização da obra. O novo hospital de Évora, um projeto em cima da mesa há mais de uma década, chegou a ter o lançamento previsto para 2017, tendo havido entretanto uma fase de reavaliação do projeto. O Governo renovou a intenção de lançar o concurso nos Orçamentos do Estado de 2018 e deste ano, tendo sido agora autorizada a realização da despesa ao longo dos próximos quatro anos. 

Segundo José Robalo, a nova unidade hospitalar deverá representar um investimento total de 180 milhões de euros, 40 milhões de euros provenientes de fundos comunitários, e deverá entrar em funcionamento em 2023. José Robalo realçou à Lusa que "todo o cronograma tem sido respeitado" e que "faltava esta decisão, que era fundamental, por parte do Governo" para poder ser lançado o concurso.

No final do Conselho de Ministros desta quinta-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, sublinhou que o novo hospital irá substituir o atual Hospital do Espírito Santo em Évora e funcionará como Hospital Central para toda a região do Alentejo. Vai "responder às necessidades de toda a população do Alentejo, reduzindo significativamente o recurso a cuidados fora da região, quer ao nível das camas de Cuidados Intensivos e Intermédios, quer ao nível das salas de bloco operatório e de recobro", disse a ministra da Saúde. "Por outro lado, o projeto tem uma incidência significativa de áreas de ambulatório, acompanhando as modernas tendências de prestação de cuidados, e irá garantir um conjunto de novas especialidades como a cirurgia plástica, vascular, imunoalergologia, infecciologia e neurologia, entre outras".

O Ministério da Saúde divulgou entretanto um vídeo de apresentação do futuro hospital, desenhado por um consórcio liderado pelo arquitecto Souto de Moura.. O novo hospital será localizado num terreno de 75 hectares, na Quinta da Latoeira, propriedade do Estado. O edifício vai ocupar 1,9 hectares e abrangerá cerca de 200 mil utentes, de 14 municípios, como hospital de primeira linha. Prevê-se uma lotação de 351 camas em quartos individuais, que poderão ser alargados para quartos duplos em caso de "necessidade", refere o vídeo de apresentação divulgado pela tutela. A inauguração é esperada no final de 2023.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×