19/9/19
 
 
Afonso de Melo 23/07/2019
Afonso de Melo

afonso.melo@ionline.pt

Lá ao fundo,uma girafa...

SÓ DÁ VALOR AO SILÊNCIO quem sabe o que fazer com ele. Mordillo escreveu sobre futebol mais do que muitos de nós, que passámos dezenas de anos a correr atrás do futebol pelo mundo inteiro, mas nunca as suas personagens disseram uma palavra que fosse. Ele era um daqueles, poucos, que tinha o segredo do silêncio, essa forma mágica de se ser inteligente contra o grito. Eu vivo na terra do silêncio (Alcácer do Sal), onde se pode ler e escrever em silêncio e usar, como Guillermo Mordillo, o silêncio para tudo aquilo que quisermos fazer com ele: até como forma de trabalho. Mas, depois, vivo também na terra daqueles que odeiam o silêncio e, não sabendo o que fazer com ele, nos estilhaçam as noites com sucessões mazombas de festarolas bacocas, pouco importam os dias da semana, pouco importam os dias do mês, madrugadas a fio em exageros insultuosos de decibéis de cançonetas sertanejas e vizinhas e cozinhas e tetas das cabritinhas que batem contra o muro teimoso de uma guarda republicana que se considera ao serviço da câmara e contra o ufanar de um município que responde sentir um “grande orgulho na sua política cultural”. Mordillo gostaria de Alcácer. Ele que gostava de narizes grandes e redondos e de girafas: havia sempre nele, lá ao fundo, como um personagem secundário que de vez em quando vem à boca de cena, uma girafa. Em 1966 estava em Paris. Um dia explicou que, como não sabia francês, desenhava sem palavras. Personagens mudos. Homenzinhos arredondados e uma zoologia completa de bichos e mais bichos com uma girafa ao fundo. Na minha varanda, em Alcácer, sobre o rio, poderia desenhar todos os pássaros porque o céu que existe na minha varanda alberga todos os pássaros do mundo. Os pássaros seriam mudos porque a avidez lorpa dos homens lhes tirou o canto. E, sob uma tela inimitável de estrelas que brilham ao sabor de um lugar sem igual, o silêncio é torturado pelo mais torpe dos ruídos: a estupidez!

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×