19/10/19
 
 
Chapéu de Harry Kane deixou Juve de CR7 à sombra (com vídeo)

Chapéu de Harry Kane deixou Juve de CR7 à sombra (com vídeo)

AFP Laura Ramires 21/07/2019 20:37

Internacional português marcou, mas Tottenham levou a melhor com um golo tremendo do inglês.

E enquanto não começa a época de forma oficial, os adeptos de futebol bem podem ir matando as saudades com a International Champions Cup, torneio amigável de pré-temporada que conta com 12 clubes, divididos pelas ligas inglesa (Arsenal, Tottenham e Manchester United), italiana, com maior representação (Juventus, Milan, Inter e Fiorentina), espanhola (Atlético de Madrid e Real Madrid), portuguesa (Benfica), alemã (Bayern Munique) e mexicana (Chivas).

A proporcionar confrontos entre os principais clubes da Europa, a competição pode, por isso, trazer duelos interessantes como, aliás, se verificou neste domingo.

No primeiro jogo de 2019/20, a Juventus mediu forças com o Tottenham, num duelo encarado com nível de Champions.

Porém, naquela que marcou a estreia de Maurizio Sarri ao comando do emblema de Turim, a Vecchia Signora acabou mesmo por ser derrotada (3-2) pelo conjunto inglês.

Além da primeira impressão do que se pode esperar do técnico italiano – que lançou João Cancelo e Cristiano Ronaldo de início –, uma referência para o regresso de Buffon à baliza bianconera depois de uma temporada ao serviço dos franceses do PSG – um momento especial que ficou, porém, manchado pelo primeiro golo da partida, apontado por Erik Lamela (31 minutos), em que o guarda-redes veterano fica mal na fotografia.

Ainda assim, a Juve conseguiu dar a cambalhota no marcador, por intermédio do também regressado Higuaín e pelo internacional português Cristiano Ronaldo, com os dois golos a surgirem já na segunda metade (56’ e 60’). A vantagem, contudo, não permaneceu durante muito tempo, já que Lucas Moura se apressou a devolver a igualdade ao encontro (65’).

O chapéu que deixou todos com as mãos na cabeça Quando o empate a duas bolas parecia ser o resultado mais provável, numa altura em que o tempo regulamentar já se tinha esgotado, eis que surge o momento do jogo.
A segundos de terminar a partida, um lance de génio: Harry Kane arrancou um chapéu do meio-campo e bateu Szczesny, aproveitando o adiantamento do guarda-redes polaco. 

O golo tem certamente entrada direta na galeria dos melhores tentos apontados pelo internacional inglês e permitiu, de resto, aos spurs entrarem a vencer na prova.

A partida ficou ainda marcada pela estreias de De Ligt (contratado ao Ajax por 75 milhões de euros) e Rabiot (que chegou a custo zero proveniente do PSG).

Continuar a afinar Já com o primeiro teste feito, Sarri terá de continuar a afinar o plantel, aproveitando para isso os próximos encontros que tem na prova: depois do desaire, a Vecchia Signora tem encontro marcado com os italianos do Inter, de João Mário que, aliás, também perderam no primeiro duelo na competição, diante do Manchester United (1-0).
Uma referência também para o duelo entre os nerazzurri e os red devils, que teve um nome em destaque: o do ponta--de-lança inglês Mason Greenwood, que aos 17 anos foi a grande figura da equipa de Ole Gunnar Solskjær (e do jogo) ao apontar o único golo da partida, aos 76 minutos.

De regresso a Turim, e já depois do embate 100% italiano, a Juve irá medir forças com o Atlético de Madrid de João Félix. 

De notar que, no sábado, o jovem avançado português lesionou-se na anca no seu jogo de estreia pelos colchoneros, tendo sido substituído aos 27 minutos de jogo. O clube espanhol ainda não adiantou mais informações sobre o estado clínico do ex-Benfica, que foi, de resto, considerado um dos melhores em campo naquela meia hora. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×