20/8/19
 
 
Comissário da PSP internado em estado grave

Comissário da PSP internado em estado grave

Facebook de David Fernandes Jornal i 17/07/2019 08:50

David Fernandes tinha acabado de prestar serviço enquanto oficial de dia.

O comissário David Fernandes, momentos depois de terminar as funções de oficial de dia na PSP de Braga, foi ontem de manhã encontrado caído no chão, já com um tiro na cabeça, no seu gabinete, encontrando-se ainda internado, em estado grave, no Hospital de Braga.

David Humberto Gomes Fernandes, com 57 anos de idade, casado, natural e residente em Braga, segundo tudo o indica, terá tentado suicidar-se, mas a Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária de Braga está a investigar as causas que determinaram o disparo da arma de serviço distribuída a este oficial, “Glock 19”, de nove milímetros, um calibre de guerra.

Devido ao esforço dos profissionais de saúde, admite-se como o mais provável que David Fernandes sobreviva, mas deverá ficar cego em uma das vistas, local por onde, segundo o i apurou, saiu o projétil disparado, alegadamente, pelo próprio oficial da PSP de Braga.

Por coincidência, é seu filho, um dos técnicos de emergência pré-hospitalar, do Grupo de Braga do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que chegaram ao Comando Distrital da PSP para prestar assistência, a par equipa da medicina/enfermagem da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do INEM e Moto de Emergência Médica.

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública, bem como o Comando Distrital de Braga da PSP, ao longo de todo o dia de ontem, não comentaram ainda o acontecimento, envolvendo David Fernandes, que estava a frequentar o curso de oficial superior, visando obter a patente de subintendente.

O segundo-comandante da PSP de Braga, intendente Daniel Mendes, esteve no Hospital de Braga, a inteirar-se da situação, onde se encontravam igualmente familiares de David Fernandes, que durante a manhã receberam apoio psicológico de profissionais do INEM.

Problemas desde 2015 em Guimarães David Fernandes, que é dirigente do Sindicato de Oficiais de Polícia (SOP), é oriundo da carreira policial de base, isto é, iniciou a sua carreira como agente, tendo sido promovido sucessivamente a chefe, subchefe, chefe e subcomissário, até ao atual posto, comissário, tendo prestado grande parte do seu tempo de serviço na Divisão Destacada de Guimarães, onde desenvolveu um excelente trabalho, segundo testemunhos dos seus pares, primeiro como adjunto e mais tarde como comandante, cujos principais problemas, a exemplo de outros oficiais da PSP em Guimarães, tinham a ver com o policiamento aos jogos de futebol.

Na sequência do caso das bastonadas do subcomissário Filipe Silva, em 17 de maio de 2015, no final do jogo entre o Vitória de Guimarães e o Benfica, o comissário David Fernandes entrou em baixa médica prolongada, desgostoso pela forma como na cidade de Guimarães são “imolados” os oficiais, no Estádio D. Afonso Henriques.

O comissário David Fernandes regressara depois ao serviço, encontrando-se a chefiar, em Braga, o Núcleo de Logística do Comando Distrital da PSP.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×