18/11/19
 
 
Afinal, mais bens de Berardo foram arrestados

Afinal, mais bens de Berardo foram arrestados

Bruno Gonçalves Jornal i 28/06/2019 22:03

Berardo tem uma dívida fixada nos 450 milhões de euros à CGD

Para além de dois apartamentos, na Lapa e na Avenida Infante Santo, no valor de 4 milhões de euros, o Tribunal de Lisboa arrestou também 500 milhões de euros em contas, ações, fundos e títulos ao conhecido empresário e colecionador de arte.

Se na quinta-feira se sabia das habitações, agora a apreensão judicial ganhou outros contornos. A notícia foi avançada pela SIC e sublinhe-se que os bens estavam registados em nome da ATRAM, uma sociedade imobiliária detida por Joe Berardo. O motivo? Pagar parte da dívida deste à Caixa Geral de Depósitos. Contudo, importa referir que o investidor de risco e especulador tem uma dívida fixada nos 450 milhões de euros, ou seja, 4 milhões e 500 mil euros - valor dos bens arrestados -  fazem pouca diferença.

O Tribunal de Lisboa utilizou um mecanismo raro em território lusitano, isto é, aquele que permite à justiça arrestar bens detidos por uma pessoa coletiva caso se acredite que estes pertencem a um indivíduo. Recorde-se que, na Assembleia da República, Berardo adiantou que não tinha qualquer obrigação de saldar as suas dívidas.

No total, Berardo deve 962 milhões de euros à CGD, ao BCP e ao Novo Banco.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×