18/9/19
 
 
MP impediu detenção de Álvaro Amaro

MP impediu detenção de Álvaro Amaro

Bruno Gonçalves Jornal i 25/06/2019 11:29

Quem impediu a detenção do social-democrata – suspeito de corrupção passiva – foi o procurador do Ministério Público João Marques Vidal.

Álvaro Amaro, eleito pelo PSD para o Parlamento Europeu nas últimas eleições europeias, é um dos cinco arguidos da operação Rota Final e, segundo avançou ontem a TVI, esteve a um passo de ser detido pela Polícia Judiciária.

Quem impediu a detenção do social-democrata – suspeito de corrupção passiva – foi o procurador do Ministério Público João Marques Vidal.

A PJ quis no passado dia 12 de junho – dia em que foram feitas buscas em 18 autarquias – deter Álvaro Amaro com base em escutas telefónicas que indiciavam que o então presidente da Câmara Municipal da Guarda terá recebido subornos da empresa de transportes Transdev.

 No entanto, João Marques Vidal, procurador do Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra, decidiu deixar o deputado do PSD em liberdade, apenas com termo de identidade e residência.

Enquanto presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro assinou contratos com a Transdev que rondam os 700 mil euros. De acordo com o Portal Base, os contratos foram assinados entre 2013
e abril deste ano.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×